setembro 26, 2021

970×90

A mediação como alternativa à competitividade

A mediação como alternativa à competitividade

Desde a fundação do mundo, as pessoas são treinadas para a competição. Anteriormente pela própria subsistência e de familiares. Atualmente, vê-se resquícios desta prática individualista por situações similares, como a busca pelo destaque no mercado de trabalho, visibilidade nas redes sociais ou notoriedade no ciclo social.

O fato é que muitas pessoas ainda acreditam que a única forma de conquistar seus objetivos é através da luta contra o outro, e isto acaba sendo aplicado em todas as circunstâncias do cotidiano.

A mediação vem para trazer à luz uma nova perspectiva de solução de conflitos, mostrando que é possível resolver problemas corriqueiros através do diálogo.

O judiciário tem aberto as portas para acordos em todas as áreas do direito, assim, promovendo e facilitando a aproximação entre as partes para que possam obter resultados positivos sem necessariamente haver uma briga judicial a qual chamamos de LIDE.

Portanto, apesar da educação social do embate generalizado, essa visão pode ser modificada e já está sendo, através das práticas da mediação e conciliação que incentivam a troca da competição pela colaboração.

Por Laiza Rodrigues, advogada, membro da Comissão de Mediação e Arbitragem da OAB/Lauro de Freitas.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde