abril 24, 2019

970×90

Alice protesta contra novo regime de trabalho fora da lei anunciado por Bolsonaro

Alice protesta contra novo regime de trabalho fora da lei anunciado por Bolsonaro

A Reforma Trabalhista de Temer completou, neste domingo (11/11), um ano de vigência. A lei privilegia o patrão e o mercado em detrimento do trabalhador e abriu espaço para a precarização dos empregos no Brasil. A deputada Alice Portugal (PCdoB/BA), direto do Plenário da Câmara, alertou que a situação irá se agravar ainda mais, uma vez que o presidente eleito anunciou que vai criar um regime de trabalho *fora da legislação trabalhista.*

“Temer anunciou que a Reforma Trabalhista iria criar mais de 2 milhões de empregos. Mentira! Não criou nem 10% disso. A lei provocou uma exacerbação de contratos temporários, o negociado valendo mais do que o legislado, ampliou o medo do trabalhador procurador a justiça, enfraqueceu a justiça do trabalho e tenta matar por inanição os sindicatos. E para quem achava que o que era ruim, não pode piorar, Bolsonaro anunciou que vai acabar com o Ministério do Trabalho e criar a carteira de trabalho verde e amarela – um regime de trabalho fora da legislação trabalhista. Quero saudar as centrais sindicais e os trabalhadores que lutam, se organizam e que bravamente reagem contra a retirada de direitos”, disse Alice.

A deputada ainda destacou que o Brasil entrou numa profunda depressão econômica e que o governo Temer tenta maquiar todas as estatísticas. “Hoje temos uma nova categoria de trabalhadores no Brasil: os desalentados. São mais de 4 milhões de pessoas que já desistiram de procurar emprego. Estamos vivendo tempos tenebrosos, mas vamos à luta contra todo tipo de retrocesso que ataca os direitos dos trabalhadores”, completa a parlamentar.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: