abril 10, 2021

970×90

Artistas engajados reagem à liberação de área na Amazônia para a exploração mineral

Artistas engajados reagem à liberação de área na Amazônia para a exploração mineral

O governo brasileiro extinguiu essa semana a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), região amazônica de quase 4 milhões de hectares (equivalente ao tamanho do estado do Espírito Santo), entre o Pará e o Amapá, que engloba nove áreas protegidas. O objetivo é atrair investimentos para o setor de mineração. A área é rica em ouro e outros minérios, tem reservas naturais e abriga terras indígenas. Assim como as ONGs ambientalistas, artistas com histórico de engajamento com as causas ecológicas também se manifestaram contra as medidas que contribuem para o desmatamento da Amazônia.

Nesta sexta-feira (26) a cantora Ivete Sangalo usou suas redes sociais e também a coletiva de imprensa de show que fez em Vitória da Conquista, na Bahia, para reclamar: . “Eu tenho indignação por muitas coisas, mas tem determinadas ações que a gente não pode voltar atrás, não são reversíveis. Então, chega uma hora que a gente não aguenta, e dá aquele grito”, desabafou a artista. 

A primeira artista a adotar publicamente a causa de defesa da Renca foi a top model Gisele Bündchen. Durante a semana ela publicou em suas contas nas redes sociais mensagens, com foto, nas quais pede que todos que são contra a extinção da reserva usem a hashtag #todospelaamazonia para mostrar insatisfação com a atitude de Temer. A celebridade resumiu como uma “vergonha” o que classificou como “leilão” da Amazônia.

Exemplos semelhantes tiveram Luciano Huck, Angélica, Cauã Raymond, Thiago Lacerda, Marina Ruy Barbosa, Giovanna Ewbank e Igor Rickli, entre outros. Todos manifestaram revolta e criticaram duramente o decreto do presidente da República.
“Retrocesso que ameaça todo nosso futuro”, enfatizou Cauã. Já Huck descreveu como “estupidez” e “medida sem sentido”. O apresentador destacou que “nossas florestas e seus povos são uma das nossas maiores riquezas.” Para a cantora baiana há uma “brincadeira com o patrimônio brasileiro”.

A medida também causou reação quase que imediata de grupos ambientalistas. “O que nos surpreende é a falta de diálogo e de transparência do governo que, por meio de um decreto, abre para mineração uma área que coloca em risco os povos indígenas e unidades de conservação de relevante potencial ecológico bem no coração da Amazônia”, destaca o coordenador de Políticas Públicas do WWF-Brasil, Michel de Souza Santos.

Em nota divulgada na quinta-feira (25), o Palácio do Planalto se defendeu, sob a alegação de que a decisão atinge a reserva mineral e não a ambiental. Segundo o texto, o decreto tem como objetivo “coibir a exploração ilegal” e recolocar o Estado como administrador de jazidas minerais da Renca, que atualmente sofre com a existência de garimpos clandestinos de ouro.
Artistas

 
  • Bono Vox
    Bono Vox (Divulgação)
  • Edward Norton
    Edward Norton (Divulgação)
  • Cate Blanchett
    Cate Blanchett (Divulgação)
  • Marcos Palmeira
    Marcos Palmeira (Divulgação)
  • Leonardo Dicaprio
    Leonardo Dicaprio (Divulgação)
  • Pierce Brosnan
    Pierce Brosnan (Divulgação)
  • Gisele Büdchen
    Gisele Büdchen (Divulgação)
  • Brad Pitt
    Brad Pitt (Divulgação)
  • Leticia Sabatella
    Leticia Sabatella (Divulgação)
  • Kevin Costner
    Kevin Costner (Divulgação)

O CORREIO Sustentabilidade listou dez famosos que também representam papel de destaque quando o assunto é a proteção do meio ambiente:

1) Marcos Palmeira: famoso por suas atuações em novelas e filmes, o ator e empresário tem uma relação intrínseca com a sustentabilidade. Ele é dono de uma fazenda e um armazém de produtos orgânicos na cidade de Teresópolis (RJ) e no bairro do Leblon, no Rio de Janeiro. Ele também participa frequentemente de campanhas contra o uso de agrotóxicos, pelos direitos indígenas e contra o desmatamento da Amazônia.

2) Gisele Bündchen: a modelo é defensora das causas animais e da preservação da Amazônia. Ela posou para a Vogue francesa em julho deste ano usando pele falsa e segurando animais fofinhos. O objetivo da matéria era alertar para a crueldade a qual os animais são submetidos e combater o uso de peças com peles verdadeiras. Gisele também é Embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

3) Leonardo DiCaprio: o astro de Hollywood dirigiu o documentário Before The Flood, com foco nas mudanças climáticas. Para fazer o filme o ator viajou para o Ártico e conversando com personalidades, cientistas e até o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama e o Papa Francisco sobre o assunto. Ao receber o Oscar de melhor ator em 2016, por sua atuação em “O Regresso”, DiCaprio fez um discurso inflamado para alertar sobre os riscos que o aquecimento global representa para o planeta.

4) Bono Vox: o vocalista e líder da banda irlandesa U2 é o fundador da ONE, uma Organização Não Governamental que desenvolve campanhas voltadas ao combate da fome na África. As turnês do grupo pop, como a 360º, que passou pelo Brasil em 2011, costumam ser carregadas de iniciativas ambientalmente corretas. Parcerias com ONGs como o Greenpeace são comuns, e têm o objetivo de estimular a adoção de práticas sustentáveis entre os fãs.

5) Edward Norton: Protagonista de filmes como “Clube da Luta” (1999) e “O Ilusionista” (2006), Edward Norton é Embaixador da Organização das Nações Unidas para a Biodiversidade. O envolvimento com questões ambientais é uma tradição familiar. O pai do ator também defende a conservação ecológica e os avós maternos fundaram uma organização para ajudar a fornecer moradia acessível nos Estados Unidos. Norton é membro do conselho de um fundo pela conservação da vida selvagem e lançou uma plataforma social digital para estimular a participação em trabalhos beneficentes.

6) Cate Blanchett: A atriz é associada à Fundação Australiana de Conservação, além de ser forte entusiasta das discussões sobre mudanças climáticas. Há quatro anos ela se comprometeu a reduzir sua pegada de carbono. Instalou painéis de energia solar fotovoltaica em sua casa, iniciativa replicada na Companhia Teatral de Sidney, onde atua. Também reduziu em 20% o consumo doméstico de água e energia elétrica. Cate é uma das principais embaixadoras da Hora do Planeta na capital da Austrália, projeto que incita a todos a desligarem as luzes de suas casas e centros comerciais durante 60 minutos.

7) Kevin Costner: O ator americano tem histórico de cidadão preocupado com o meio ambiente, além de ser um empresário antenado nas tecnologias limpas. O eterno “guarda-costas” é dono de uma empresa que desenvolve sistemas para tratamento da água do mar, a Ocean Therapy Solutions (OTS). Durante o acidente da BP no Golfo do México, ocorrido em abril de 2010, o astro de Hollywood foi convidado a testemunhar ante a subcomissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Americana. Na ocasião, ofereceu ajuda para limpar a maré negra com uma máquina especial desenvolvida por sua companhia, capaz de separar a água do petróleo.

8) Pierce Brosnan: Consagrado no papel de 007, Brosnan investe tempo e dinheiro em prol da proteção do mamíferos marinhos. Juntamente com a esposa, Keely Shaye, o ator irlandês é um crítico ferrenho da moratória de caças à baleia, em países como Japão e Irlanda, além de combater a instalação de projetos que considera nocivos ao meio ambiente, como a de um porto de gás natural pela empresa BHP na costa de Malibu.

9) Letícia Sabatella: A atriz já gravou um documentário sobre a tribo Krahô, do Tocantins. Foi uma das personalidades mais atuantes na luta contra a transposição do rio São Francisco. Sua atuação também se destaca no combate ao trabalho escravo.

10) Brad Pitt: O galã fundou em agosto de 2005 a “Make it Right Foundation”, ONG que levanta fundos para construir casas sustentáveis e ecologicamente corretas a preços acessíveis.

Correio

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde