Bahia recebe o Goiás em duelo direto por posições no Brasileirão

 Bahia recebe o Goiás em duelo direto por posições no Brasileirão

O Bahia ainda está em busca de uma sequência positiva no Brasileirão. Depois de engatar dois triunfos seguidos, sobre Vasco e Coritiba, o Esquadrão sofreu derrotas para Santos e Flamengo, e se aproximou do Z4. Neste sábado (20), às 16h, o tricolor terá mais um compromisso na Arena Fonte Nova, contra o Goiás. Apesar da Série A ainda estar no início, fazer o dever de casa é crucial para não se complicar no campeonato.

A partida será um duelo direto por posições. Bahia e Goiás estão empatados com seis pontos, cada. O Esquadrão, porém, aparece à frente, na 14ª colocação, por ter saldo de gols melhor. Quem ganhar tem a chance de se afastar da zona, enquanto o perdedor corre o risco de ficar entre os quatro últimos. O Corinthians, primeira equipe no Z4, tem apenas um ponto a menos, cinco.

“É um confronto de dois times com a mesma quantidade de pontos. O triunfo é fundamental para a gente sair dessa zona de perigo, que nenhum clube gosta de ficar. Porque nosso objetivo também não é só fugir do rebaixamento, é estar na parte de cima, brigando por coisas grandes”, disse o zagueiro David Duarte.
O jogador deve figurar entre os 11 primeiros em um Bahia bem modificado no setor de defesa. Titulares absolutos, Rezende e Kanu foram expulsos na rodada passada, contra o Flamengo, e estão suspensos. Sem eles, a tendência é que a zaga seja formada por David Duarte, Vitor Hugo e Gabriel Xavier.

Os dois primeiros foram titulares no empate com o Santos, no meio da semana, pela Copa do Brasil. O tricolor mostrou uma atuação mais sólida defensivamente, e não sofreu gols na Vila Belmiro. Agora, será de Gabriel Xavier a missão de ocupar a vaga de Kanu.

Outra mudança será no meio-campo. Volante, Rezende havia sido devolvido ao seu setor de origem no duelo contra o Peixe, mas será desfalque para enfrentar o Goiás. Por outro lado, Thaciano está de volta. O meia havia ficado de fora da partida contra o Santos por já ter defendido o Grêmio nesta Copa do Brasil, mas está à disposição normalmente no Brasileirão.

Já o meia Yago Felipe, que deixou o último jogo com dores na panturrilha, ficou em tratamento na fisioterapia na sexta-feira, assim como o lateral-esquerdo Matheus Bahia. Os dois são dúvidas.

“A gente sabe o que tem de fazer. Os jogadores que vão entrar também sabem o que têm de fazer. A gente está bem focado para triunfar”, garantiu David Duarte.

Retrospecto
O Bahia defende um longo jejum diante do Goiás. O Esquadrão não perde para o rival em casa há quase 23 anos. A última derrota na capital baiana foi em 2000, pela primeira fase da Copa João Havelange. Zé Carlos foi o autor da vitória por 1×0, aos 31 minutos do segundo tempo.

De lá para cá, as equipes se enfrentaram sete vezes em território tricolor. Foram quatro triunfos do Bahia, além de três empates. Um dos resultados igualados, inclusive, aconteceu justamente no último encontro entre os times.

Bahia e Goiás mediram forças pela última vez em fevereiro de 2021, na Arena Fonte Nova. A partida era válida pela 35ª rodada do Brasileirão 2020, que terminou no ano seguinte por causa da pandemia da covid-19.

Fernandão, que na época era atacante do Esmeraldino, abriu o placar de pênalti. A desvantagem acordou o Bahia, que chegou ao empate com Gilberto e conseguiu a virada ainda no primeiro tempo, com Gabriel Novaes. Mas, logo no início da segunda etapa, o Goiás voltou a deixar tudo igual, com Vinícius. O Esquadrão ainda se complicou ao ter Daniel expulso, mas não se deu por vencido e chegou ao terceiro gol com Alesson. Só que, nos acréscimos, Fernandão assegurou o 3×3.

Levando em conta o retrospecto geral, é o Goiás quem tem ligeira vantagem. O Esmeraldino venceu 12 encontros, enquanto o tricolor ganhou nove. Outros 14 confrontos terminaram em empate. Não à toa, David Duarte alertou: é preciso ter precaução pra não ser surpreendido.

“Todo jogo tem que ter cuidado extremo. Não tem jogo fácil no Brasileirão. Não é porque é uma equipe com menos nome na Série A que não vai dificultar o jogo. Nosso time está ligado, vai entrar 100%, porque sabe a importância do triunfo em casa”, alertou.

Rival em bom momento
O Goiás chega para enfrentar o Bahia embalado. Na última rodada, o Esmeraldino ganhou de virada o líder Botafogo, na Serrinha, por 2×1. Depois de Tiquinho Soares abrir o placar, de pênalti, Bruno Melo deixou tudo igual, ainda no primeiro tempo. Na etapa final, Maguinho assinalou a vitória do mandante. O resultado, de quebra, ainda encerrou a invencibilidade do Glorioso, que já durava 15 jogos.

Já no meio da semana, o Goiás entrou em campo pelo jogo de ida da final da Copa Verde, e voltou a triunfar: 2×0 sobre o Paysandu no Mangueirão, em Belém. Maguinho e Philippe Costa marcaram e asseguraram a vantagem do Verdão na decisão regional.

Para enfrentar o Bahia, o técnico Emerson Ávila terá um time reforçado. O goleiro Tadeu está recuperado de lesão na mão direita e volta ao time titular. O meia Diego, que não está inscrito na Copa Verde, também deve aparecer entre os 11 primeiros.

Por outro lado, o volante Morelli segue em recuperação de lesão muscular na coxa. Sem ele, a tendência é que Maguinho jogue novamente no meio-campo, e Bruno Santos fique na lateral-direita. O atacante Vinícius, com lesão no tornozelo, e o lateral Apodi, com dengue, seguem fora.

Confira as prováveis escalações:

Bahia: Marcos Felipe; Gabriel Xavier, David Duarte e Victor Hugo; Jacaré, Acevedo, Thaciano e Ryan; Cauly, Biel e Everaldo. Técnico: Renato Paiva.

Goiás: Tadeu, Bruno Santos, Lucas Halter, Bruno Melo e Sander; Zé Ricardo, Diego, Maguinho e Palacios; Alesson e Matheus Peixoto. Técnico: Emerson Ávila.

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading