abril 11, 2021

970×90

Bahia vira contra o Ceará e segue firme rumo à série A

Foi sofrido, mas o Bahia fez valer mais uma vez o mando de campo, desta vez contra o Ceará de Sérgio Soares, mantendo o sonho do acesso nesta Série B. Na tarde deste sábado (29), o Esquadrão encarou o alvinegro pela 33ª rodada, e contou com gols de Edgar Junio, Régis, que resolveu a partida apesar de começar no banco de reservas, em confronto que terminou 3 a 1 para o tricolor e ficou marcado por um gol incrível perdido por Wesley Natã na primeira etapa.
 

A vitória colocou o Bahia na 5ª posição da tabela, um ponto atrás do 4º colocado Náutico. Na próxima rodada o Bahia pode alcançar até a 3ª posição, para isso vai precisar vencer o Vila Nova, em Goiás, na sexta-feira (04).

 

O jogo

 

A partida na Fonte Nova começou com muita marcação. O Ceará surpreendia ao tentar marcar a saída de bola do Esquadrão, mas foi o tricolor que chegou com perigo. Aos cinco minutos, Moisés desceu pela esquerda e cruzou para Renato de Cajá, que desviou de cabeça mas mandou para fora.

 

Um minuto depois, Juninho cobrou falta de longe, Mas Evérson conseguiu fazer a defesa.

 

Apesar da pressão inicial do cearense, o Bahia passou a dominar as ações da partida, mas quando o adversário foi ao ataque, abriu o placar. Aos 28, Felipe, meia com passagem pelo Esquadrão, deixou o lateral Eduardo para trás com um lindo drible e tocou para Lelê, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. Ceará 1 a 0.

 

O Bahia até teve a chance de empatar na etapa inicial, mas Wesley Natã perdeu um gol feito. O goleiro Éverson tentou sair com a bola dominada e perdeu para Hernane, que chutou para o gol. O zagueiro Éwerton Páscoa fazia a cobertura, mas também falhou feio e deixou a bola de graça para o jovem tricolor, que com o gol vazio resolveu ‘encher o pé’, mandando longe da meta.

 

Segundo tempo

 

Após perder um gol incrível, Wesley Natã foi substituído no intervalo, e foi justamente do substituto a primeira oportunidade da etapa final. Aos 12 minutos, Victor Rangel brigou pela bola dentro da área e venceu a disputa, mas na hora de concluir o goleiro adversário fechou o ângulo e salvou o alvinegro.

 

Três minutos depois, Victor Rangel voltou a assustar. O atacante recebeu na entrada da área, passou pelo zagueiro e tentou o chute, com Éverson defendendo em dois tempos.

 

Na pressão, o Bahia voltou a estar perto do empate, com Régis. O meia que entrou no lugar de Cajá recebeu pegou sobra na área e chutou forte, mas Éverson fez milagre.

 

No lance seguinte, o mesmo Régis cruzou para Edigar Junio, que antecipou a defesa e tocou de cabeça para enfim vencer Éverson. Bahia 1 x 1 Ceará.

 

Principal jogador em campo mesmo começando na reserva, foi de Régis o gol da virada. Com o Ceará buscando mais o ataque, o tricolor aproveitou contra-ataque rápido, saiu na cara do gol e tocou na saída de èverson para decretar Bahia 2 a 1 e muita festa nas arquibancadas da Fonte Nova.

 

Para fecha o placar, em mais um contra-atqe tricolor, o zagueiro Diego,Felipe, do Ceará, tentou afastar o perigo, mas acabou encobrindo o goleiro Éverson e marcando contra: Bahia 3 a 1.

 

FICHA TÉCNICA

 

Bahia 3 x 1 Ceará

 

Campeonato Brasileiro Série B – 33ª rodada

 

Local: Fonte Nova, às 16h (horário de Salvador)

 

Arbitragem: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto, assistido por Lúcio Beiersdorf Flor e Jorge Eduardo Bernardi (todos do RS).

 

Bahia: Muriel, Eduardo, Tiago, Jackson e Moisés; Renê Júnior, Juninho e Renato Cajá; Edigar Junio, Wesley Natã e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

 

Ceará: Éverson, Tiago Cametá, Charles, Ewerton Páscoa e Thallyson; Richardson, Felipe Menezes, Felipe, Wescley e Lelê e Bill. Técnico: Sérgio Soares. 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde