julho 05, 2020

970×90

Bancada do governo impede criação de programa semelhante ao Mais Médicos no Nordeste

Bancada do governo impede criação de programa semelhante ao Mais Médicos no Nordeste

Uma manobra da bancada governista impediu o Consórcio do Nordeste de criar o programa que visa substituir o Mais Médicos na região, o Programa Médidos pelo Brasil. Apesar da aprovação da Medida Provisória (MP) por 391 votos favoráveis e 6 contra, os parlamentares conseguiram, por meio de um destaque, retirar do texto o artigo inserido por uma emenda do Partido dos Trabalhadores.

Com a decisão, os consórcios dos governos estaduais ficam impossibilitados de criar programas específicos para a contratação de médicos e alocação em regiões afastadas, ou com população de alta vulnerabilidade.

Vice-líder do PT no Congresso e um dos principais defensores da proposta, o deputado federal Jorge Solla (PT) considerou a manobra da bancada aliada do governo Bolsonaro como resultado de uma “perseguição”.

“A perseguição ao povo nordestino por esse governo é revoltante. Eles não colocam médicos em todas as localidades onde antes existia através do Mais Médicos e nem permitem que a gente mesmo resolva o problema. A bancada de Bolsonaro impediu que os governadores do Nordeste, com recursos próprios, possam criar o seu próprio programa, sendo que o Governo Federal não ia colocar um centavo. É só para impedir que nossa região dê certo, enquanto o país afunda. Perseguição pura”, lamentou Solla.

A ideia dos secretarios estaduais de saúde do Consórcio do Nordeste era que um programa como o Mais Médicos fosse criado, com recursos próprios, para ocupar as vagas que por qualquer razão não atendam aos critérios do Médicos pelo Brasil.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde