julho 28, 2021

970×90

Barreiras montadas em gripários de Lauro de Freitas testaram mais de 400 pacientes para a Covid-19 nesta sexta (18)

Barreiras montadas em gripários de Lauro de Freitas testaram mais de 400 pacientes para a Covid-19 nesta sexta (18)

Quem procurou uma das cinco Unidades de Saúde da Família (USF) de Lauro de Freitas referenciadas para atender pacientes com síndromes gripais e respiratórias, na manhã desta sexta-feira (18), pôde realizar testagem rápida para a Covid-19 e ter o diagnóstico em menos de 15 minutos.

A ação promovida pela Secretaria de Saúde nos gripários, reforça as estratégias de enfrentamento à pandemia do coronavírus, e testou 437 pessoas nas USF Caji-Vida Nova, Chafariz, Irmã Dulce em Portão, São Judas Tadeu e Espaço Cidadão na Itinga. Desse número pessoas foram confirmadas com a Covid-19. Desse total, 11 testaram positivo e 49 já tiveram contato com o vírus em algum momento.

Na USF Caji-Vida Nova, o fluxo foi organizado para evitar aglomerações entre as pessoas que aguardavam para realizar o teste. Logo na entrada da unidade, as cadeiras para espera estavam dispostas com o afastamento adequado de 1,5 metro de distância.

“Primeiro realizamos uma triagem para saber se a pessoa está apresentando sintomas, em seguida é realizado o teste. Caso seja positivo, o paciente é encaminhado para atendimento médico”, explicou a gerente da USF, Sueli Bacelar.

Diabético e hipertenso, Elinaldo Carneiro, de 59 anos, contou que procurou atendimento na USF porque há dias apresenta febre, fadiga muscular e coriza. “É melhor prevenir e se cuidar. Como eu já tenho outras doenças, tenho que estar sempre atento”, ressaltou. Já Roberto Matos, 56 anos, não estava apresentando sintomas, “mas como a doença pode ser assintomática, então vim testar”, falou.

Na USF Chafariz, o movimento foi intenso nesta manhã. O gerente Rogério Coelho, conta que a USF atende todos os dias um volume grande de pacientes sintomáticos para covid-19.

“No dia-a-dia fazemos a coleta de material através do swab e encaminhamos ao Lacen-BA para a realização do RT-PCR”, contou enquanto preenchia o questionário de Maria Cristina, 54 anos, para ser testada. A dona de casa estava sentindo dor de cabeça intensa, mal estar e cansaço.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde