dezembro 07, 2019

970×90

Caminhada contra o racismo marca o Dia da Consciência Negra em Lauro de Freitas

Caminhada contra o racismo marca o Dia da Consciência Negra em Lauro de Freitas

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, a 15ª Caminhada A cor da cidade arrastou moradores e turistas, ao som da cantora Margareth Menezes e bandas locais nesta quarta-feira (20) e espalhou alegria pelas ruas da Itinga até o Largo do Caranguejo. Durante todo o trajeto frases reforçavam a importância da luta contra o preconceito racial, igualdade de direitos e oportunidades.

Margareth cantou canções que exaltam a cultura e história do povo negro. A cantora manifestou o seu apoio à luta contra o preconceito racial e elogiou a caminhada pacífica realizada na cidade. “Foi um prazer cantar em Lauro de Freitas, uma cidade que tem maioria negra, que precisa cada vez mais conviver e valorizar esta grande representatividade. Foi uma caminhada pacífica, mas com palavras de ordem importantes, para a gente mudar a realidade do povo negro, principalmente dos jovens de periferia que precisam progredir e obter possibilidades de alcançar outros movimentos dentro da sua existência, como ser humano, como cidadão e também como participante desta grande nação que é o nosso Brasil”, declarou.

A população interagiu nas ruas e janelas, apoiando a causa. O genocídio e a violência contra a comunidade negra foram as principais pautas da caminhada. “Temos que combater a discriminação racial que ainda existe em nossa sociedade. Achei excelente esta iniciativa da Prefeitura. Assim, podemos juntos, colocar nossas ansiedades nas ruas, falar não ao racismo, não à perda dos direitos e a todo tipo de preconceito”, comentou Analiton Moreira, 41 anos, morador da Praça José Ramos.

A prefeita Moema Gramacho caminhou junto com a população, enfatizando a necessidade de promover uma reflexão na sociedade e de continuar a luta pela liberdade e pela democracia.

“Hoje é 20 de Novembro, feriado em Lauro de Freitas, é muito importante a gente ver o povo aqui na rua, comemorando o que já foi conquistado, mas, ao mesmo tempo, refletindo sobre tudo que ainda acontece nesse país relativo a preconceito. Nós estamos vivendo um Brasil de retrocessos, de cultura da intolerância, do preconceito e do ódio. Portanto, tudo isso precisa estar na ordem do dia hoje, para que possamos nos unir para mudar essa conjuntura e esta realidade que estamos enfrentando no país. Hoje é dia de reflexão, ação e de continuar a construir a luta pela liberdade, democracia, igualdade racial e contra todo e qualquer tipo de preconceito” relatou a prefeita.

Lauro de Freitas tem 82% de sua população formada por afrodescendentes, segundo o IBGE. Referência na execução de políticas públicas para negros e afrodescendentes, o município foi o primeiro do país a aplicar a Lei 10.639, incluindo no currículo oficial da Rede de Ensino, a obrigatoriedade da temática História e Cultura Afro-Brasileira para alunos e professores, e foi também, um dos primeiros a criar uma superintendência para fazer a interlocução com o segmento.

Jornalista: Iana Silva

ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

21/11/2019

71 3288 8371

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: