outubro 25, 2021

970×90

Campanha de multivacinação começa nesta sexta-feira (1º) em Lauro de Freitas

Campanha de multivacinação começa nesta sexta-feira (1º) em Lauro de Freitas

Nesta sexta-feira (1º), Lauro de Freitas dá início à Campanha Nacional de Multivacinação direcionada para crianças e adolescentes, menores de 15 anos, não vacinados ou com esquema vacinal incompleto. Pais ou responsáveis podem levar esse público a uma das 16 Unidades de Saúde Família (USF), das 8h às 16h. A Campanha segue até dia 29 de outubro.

A meta é atualizar 90% das cadernetas de vacinação. De acordo com o diretor da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), Daniel Assis, a multivacinação tem como objetivo oportunizar o acesso a vacinas que fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação da Criança e do Adolescente, atualizar a situação vacinal, aumentar a cobertura vacinal, diminuir a incidência e contribuir para o controle das doenças imunopreveníveis.

“Manter a caderneta atualizada é um desafio e uma questão de saúde pública. Pedimos aos pais ou responsáveis que levem este grupo etário para continuarmos o controle de doenças como sarampo, meningite e caxumba, por exemplo”, alertou.

Diante da pandemia do coronavírus, medidas de proteção foram adotadas para diminuir o risco de contágio da doença, tanto entre os trabalhadores da saúde quanto da população. A imunização será administrada em áreas ventiladas e desinfectadas com frequência. “Orientamos que a criança ou adolescente que será vacinado seja acompanhado de apenas um adulto responsável para evitar aglomerações. Além disso, pessoas que estiverem apresentando sintomas gripais ou respiratórios não devem ir aos locais de vacinação”, frisou Daniel.

Contraindicações

Crianças ou adolescentes que estiverem apresentando quadros febris ou uso de corticoides por mais de 14 dias devem adiar a atualização da caderneta. Gestantes e puérperas também devem informar sobre a condição.

Documentação necessária

Os pais ou responsáveis devem apresentar a caderneta de vacinação da criança ou adolescente e documento de identificação. Conforme a nota técnica de nº 1.203 do Ministério da Saúde, não é necessário o intervalo de 14 dias entre a dose da covid-19 e as demais vacinas.

Vacinas disponíveis

Vacinas disponibilizadas para crianças: BCG; Hepatite B; Poliomielite 1,2,3 (VIP – inativada); Poliomielite 1 e 3 (VOP – atenuada); Rotavírus humano G1P1 (VRH); DTP+Hib+HB (Penta); Pneumocócica 10-valentes; Meningocócica C (conjugada); Febre Amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba, Rubéola (SCR); Sarampo, Caxumba, Rubéola e Varicela (SCRV); Hepatite A (HA); Difteria, Tétano, Pertussis (DTP); Difteria, Tétano (dT); Papilomavírus humano (HPV); Varicela, pneumocócica 23-valente (Pncc 23*) vacina indicada para população indígena a partir dos cinco anos de idade.

Vacinas disponibilizadas para adolescentes: Hepatite B (HB recombinante); Difteria, Tétano (dT); Febre amarela (Atenuada); Sarampo, Caxumba e Rubéola (SCR); Papilomavírus humano (HPV); Meningocócica ACWY (conjugada); Pneumocócica 23-valente (Pncc 23) vacina indicada para população indígena.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde