fevereiro 26, 2021

970×90

Casos ativos da Covid têm pequena queda na BA, mas mantêm nível equivalente a agosto

Casos ativos da Covid têm pequena queda na BA, mas mantêm nível equivalente a agosto

Os casos ativos da Covid-19 na Bahia tiveram uma pequena queda, de 11.255 para 11.029 nas últimas 24 horas, segundo dados publicados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) no fim da tarde desta segunda-feira (30). Apesar da leve diminuição, o número segue na faixa dos 11 mil, que o estado não registrava desde o dia 30 de agosto.

Com 1.652 novos casos e 21 mortes, todas ocorridas no mês de novembro, o boletim da Sesab registrou um acúmulo de 403.071 contaminações pelo novo coronavírus e 8.268 óbitos em decorrência da doença, dados contabilizados a partir do dia 6 de março de 2020.

No período de pandemia, todos os 417 municípios baianos registraram pelo menos um caso confirmado da Covid-19. Salvador foi a cidade que concentrou mais ocorrências, 24,59% do total do estado. Os locais com os maiores coeficientes de incidência por 100 mil habitantes foram Ibirataia (9.319,49), Itabuna (6.916,70), Aiquara (6.905,08), Madre de Deus (6.826,91), Almadina (6.808,20).

Em Salvador, os casos ativos tiveram um aumento considerável nos últimos dias. Durante a semana passada, o número se mantinha na faixa dos 1.400 contaminados. Nesta segunda (30), o boletim aponta 1.732 na capital baiana, que lidera o ranking de casos ativos no estado.

Salvador é seguida por Feira de Santana (557 casos), Vitória da Conquista (284), Santo Antônio de Jesus (209), Irecê (192), Ilhéus (185), Itabuna (181), Lauro de Freitas (164) e Santa Rita de Cássia (159). A lista dos 10 municípios com mais casos ativos no estado é fechada por Teixeira de Freitas, com 150 contaminados no momento.

LEITOS DE UTI

A taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva reservados para Covid-19 também estão em movimento de alta. O estado alcançou a marca de 68% de vagas ocupadas, com destaque para três regiões, que estão na faixa dos 80%: extremo-sul (84%), centro-leste (83%) e centro-norte (80%).

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde