novembro 28, 2020

970×90

Celso de Mello determina que Bolsonaro preste depoimento presencial na PF

Celso de Mello determina que Bolsonaro preste depoimento presencial na PF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, decidiu na manhã desta sexta-feira (11), que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não pode prestar depoimento por escrito no inquérito sobre suposta interferência na Polícia Federal para proteger familiares e aliados. A informação é do portal JOTA.

O procurador-geral da República, Augusto Aras, havia sugerido que Bolsonaro escolhesse como depor, mas, de acordo com o ministro, a prerrogativa não se aplica a presidentes investigados. Com a decisão de Celso de Mello, como investigado, Bolsonaro não pode responder por escrito, mas tem a possibilidade de exercer o direito ao silêncio durante o depoimento.

O inquérito foi aberto em abril deste ano com autorização de Celso de Mello, com base na denúncia feita pelo ex-ministro Sergio Moro. O pedido para abertura do inquérito partiu da Procuradoria Geral da República (PGR). Bolsonaro nega ter interferido na Polícia Federal.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde