dezembro 02, 2021

970×90

Colégio oferecerá curso de libras para servidores do TRT

A parceria entre escola e comunidade também envolve órgão públicos e instituições privadas no entorno das unidades escolares da rede estadual, com o objetivo de melhorar a qualidade da educação pública na Bahia, conforme prevê o Programa Educar para Transformar. Uma destas parcerias acaba de ser firmada entre o Colégio Estadual Ruy Barbosa, localizado no bairro de Nazaré, em Salvador, e o vizinho Tribunal Regional do Trabalho – TRT 5ª Região.

A iniciativa, de responsabilidade socioambiental, tem um calendário de atividades que serão desenvolvidas em comum e que envolvem oferta pelo Colégio de curso de libras aos servidores do TRT 5ª Região e, por parte do Tribunal, palestras com técnicos para os estudantes e até pequenos reparados na escola.

Para a diretora do colégio, Eugênia Seixas, a parceria trará vários benefícios para a comunidade escolar. “Além do apoio com a reforma, o TRT também irá trabalhar com a gente em palestras socioambientais, nas quais serão abordadas questões sobre a preservação do meio ambiente, ampliando a conscientização dos nossos estudantes”, comenta.

A diretora administrativa do TRT 5ª Região, Nilma Nogueira, fez questão de parabenizar as apresentações dos estudantes e falou sobre a importância da parceria. “É essencial que a gente olhe para o que está ao nosso redor e contribua de alguma forma. Por isso, estamos colaborando com a reforma da escada de acesso à escola, além da pintura e manutenção da parte elétrica. Esta parceria está relacionada a uma das metas do Conselho Nacional de Justiça para que os órgãos públicos promovam ações voltadas para a responsabilidade socioambiental, a exemplo de reciclagem de lixo, intervenções na escola da comunidade e outras”, explica.

Dia de festa

Para celebrar esta parceria, na tarde da última quarta-feira (26), os estudantes realizaram apresentações de dança, música e teatro, na sede do Tribunal, em homenagem ao dia do Servidor (28). Para o mês de novembro, está programada uma intervenção de Arte Grafitte nos muros da escola e na fachada lateral que separa a escola do prédio do TRT 5ª Região. A ação visa promover a valorização do ambiente externo através da arte urbana. Além disso, um grupo de servidores do TRT 5ª Região participará do curso de libras ofertado no colégio, para que possam interagir melhor com os funcionários que possuem deficiência auditiva.

A estudante Sofia Menezes, 13 anos, do 8° ano, mostrou suas habilidades com a dança por meio da coreografia “Tributo à natureza”. Ela é uma das integrantes do grupo de dança do colégio conhecido como “Winx Dance”. “É uma honra estar aqui dançando com minhas colegas para prestar essa homenagem aos servidores do TRT e que agora possui uma relação mais próxima com a escola e a comunidade, devido a esta parceria”, afirma.

A arte do teatro foi traduzida no monólogo “A semente que não nasceu”, dramatizado pelo estudante Jorge Oliveira, 15, do 8º ano, que faz parte do grupo teatral do colégio “Criação e Cultura”. “Gosto muito de me expressar no palco e esta é a primeira vez que faço uma apresentação fora do colégio.Fiquei nervoso e contente com o convite do TRT”, diz, entusiasmado. O evento ainda contou com apresentações do grupo musical da escola, o “The School Boys”, que cantou a música “Planeta água”, e de um grupo do curso técnico em Música do Centro Estadual de Educação Profissional em Artes e Design (Ceep).

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde