junho 12, 2021

970×90

Comissão avalia que Geddel violou legislação sobre conflito de interesse

Em caráter reservado, integrantes da Comissão de Ética dizem já ver elementos suficientes para que o ministro Geddel Vieira Lima seja enquadrado na legislação sobre conflito de interesse, de acordo com informações da coluna Painel. 

Segundo a publicação, a lei veda qualquer “atuação como intermediário de interesses privados” e — ainda que negue ter feito pressão — o ministro admite ter tratado do assunto. Palacianos dão como certo que o colegiado aplicará alguma punição. Com exceção de um membro, o grupo é todo remanescente da gestão Dilma Rousseff.

 

A coluna lembra que candidato ao governo da Bahia na chapa de Geddel Vieira Lima em 2014, Paulo Souto (DEM) recebeu R$ 50 mil da Cosbat e mais R$ 5.000 de Luiz Fernando Machado Costa Filho, dono da empresa. Cosbat é a empreiteira responsável pelo prédio em que Geddel comprou apartamento e que motivou as acusações de Marcelo Calero, ex-ministro da Cultura.

 

O peemedebista quer apresentar sua defesa à Comissão de Ética Pública já nesta semana.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde