abril 24, 2019

970×90

Confira dez desenhos famosos dos anos 60 e 70 que viraram jogos de vídeo game

Flintstones, Jetsons, Scooby Doo: Surf e Popeye. As décadas de 1960 e 1970 trouxeram algumas das animações mais marcantes da história, desenhos de alta qualidade que fazem sucesso até hoje. Com tanta fama, é claro que os videogames aproveitaram o embalo e lançaram vários jogos em cada geração de consoles. Conheça alguns dos mais marcantes:

Pantera cor de rosa

O versátil felino já fez de tudo um pouco: apareceu em jogos cheios de ação como Pinkadelic Pursuit (Game Boy Advance e PlayStation) e Pink Goes to Hollywood (Super Nintendo), mas também teve tempo para aventuras educativas, como o simpático Passport to Peril (PC). Nada mal para uma série animada que só estreou no distante ano de 1969.

Pink Panther Passport to Peril (Foto: Divulgação/Wanderlust Interactive)
Pink Panther Passport to Peril (Foto: Divulgação/Wanderlust Interactive)

The Flintstones

A adorada família pré-histórica fez sua estreia na televisão em 1960, mas faz sucesso até os dias de hoje. As gerações 8 e 16 bits viram ótimos games sobre as aventuras de Fred e companhia: no NES, Mega Drive e SNES, a Taito lançou jogos de plataforma, os melhores da franquia, mas os Flintstones também se aventuram em minigames de boliche no primeiro PlayStation e corridas de “kart” no PlayStation 2.

The Flintstones The Rescue of Dino and Hoppy (Foto: Divulgação/Taito)
The Flintstones The Rescue of Dino and Hoppy (Foto: Divulgação/Taito)

The Jetsons

Na esteira da fama dos Flintstones, a Hanna-Barbera criou outra família deslocada no tempo: em 1962 surgiram os Jetsons e sua visão otimista do futuro. Apesar de estrelarem menos jogos que os Flintstones, a família de George também recebeu ótimos games de plataforma para NES, Game Boy e Super Nintendo, todos pelas mãos da talentosa Taito.

The Jetsons Cogswells Caper (Foto: Divulgação/Taito)
The Jetsons Cogswell’s Caper (Foto: Divulgação/Taito)

Scooby-Doo

A turma investigadora de fantasmas deu as caras em dezenas de séries animadas, mas a primeira delas, Scooby-Doo Where Are You?, foi ao ar de 1969 a 1970. Não faltam jogos inspirados em suas aventuras, mas os melhores são os adventures cheios de enigmas vistos em Scooby-Doo Mystery (Acclaim, para SNES e Mega Drive), Classic Creep Capers (THQ, Nintendo 64) e Night of 100 Frights (THQ, PlayStation 2 e GameCube).

Scooby-Doo Mystery (Foto: Divulgação/Acclaim)
Scooby-Doo Mystery (Foto: Divulgação/Acclaim)

Família Addams

Estale os dedos e cante a música tema, pois os Addams vêm aí. Entre filmes, séries e animações, a família mais macabra da televisão deixou um legado e tanto. É possível argumentar que o desenho de 1992 alcançou a maior popularidade, mas a série animada de 1973 também era excelente.

Infelizmente, seus jogos não foram tão bons: a Ocean lançou adaptações duvidosas para NES e SNES, mas a Sunsoft produziu o pior de todos: Fester’s Quest, no Nintendinho. É tão ruim que dá medo.

Festers Quest (Foto: Divulgação/Sunsoft)
Fester’s Quest (Foto: Divulgação/Sunsoft)

The Bugs Bunny Show

Em 1960, a Warner lançou um clássico programa de antologia no qual Pernalonga apresentava os melhores desenhos dos Looney Tunes, elevando o coelho a novos níveis de popularidade.

Apesar de aparecerem em várias gerações de consoles, é o Super Nintendo que tem a honra de abrigar os melhores jogos dos personagens da WB, lançando jóias como Rabbit Rampage, Taz-Mania, Road Runner, Daffy Duck the Marvin Missions e o clássico jogo de esportes Looney Tunes B-Ball, todos publicados pela Sunsoft.

Daffy Duck The Marvin Missions (Foto: Divulgação/Sunsoft)
Daffy Duck The Marvin Missions (Foto: Divulgação/Sunsoft)

Homem-Aranha

O amigo da vizinhança protagonizou um desenho muito popular em 1967, e a obra ganhou relevância mesmo nos tempos modernos graças ao estouro do meme “Homem-Aranha dos anos 60”. Muito antes das tirinhas, a Parker Brothers lançou um divertido jogo de ação para Atari 2600 que colocava o cabeça de teia contra seu grande inimigo Duende Verde.

Spider-Man (Foto: Divulgação/Parker Brothers)
Spider-Man (Foto: Divulgação/Parker Brothers)

Zé Colmeia

Na telinha, Zé Colmeia traz alegria para crianças de todas as idades desde a estreia do Yogi Bear Show em 1961. Já nos videogames, o urso comilão não teve tanta sorte. Há jogos razoáveis de plataforma para Game Boy Color, mas os mais famosos são os fracos Cartoon Capers para Mega Drive e Adventures of Yogi Bear no Super Nintendo.

Adventures of Yogi Bear (Foto: Divulgação/Cybersoft)
Adventures of Yogi Bear (Foto: Divulgação/Cybersoft)

Corrida Maluca

Apesar de o desenho original só ter recebido novos episódios entre 1968 e 69, os personagens foram marcantes a ponto de serem lembrados até hoje. Quem não conhece Penélope Charmosa ou lembra da risada do cão Mutley?

A maior parte dos seus videogames são jogos de corrida, como Crash and Dash (Wii) e Mad Motors (PlayStation 2), mas a Atlus também lançou um ótimo jogo de plataforma para o NES.

Wacky Races (Foto: Divulgação/Infogrames)
Wacky Races (Foto: Divulgação/Infogrames)

Popeye

O famoso marinheiro foi criado em 1929, mas é possível argumentar que sua popularidade se consolidou em 1960, com a estreia da animação Popeye the Sailor. Ao longo de 220 episódios, o desenho consolidou Popeye na cultura pop, e foi tão influente que o próprio Shigeru Miyamoto capitaneou o desenvolvimento do jogo para fliperamas da Nintendo lançado em 1983.

 

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: