junho 03, 2020

970×90
970×90

Coronavírus: EUA são acusados de ‘desvio’ de equipamentos que iriam para Alemanha, França e Brasil

Coronavírus: EUA são acusados de ‘desvio’ de equipamentos que iriam para Alemanha, França e Brasil

Países afirmam que os Estados Unidos estariam “furando a fila” e oferecendo valores mais altos por máscaras e equipamentos médicos

Os Estados Unidos foram acusados de redirecionar para si mesmos um conjunto de 200 mil máscaras originalmente destinadas à Alemanha. Segundo a BBC, autoridades em Berlim disseram que o embarque das máscaras teria sido “confiscado” em Bangcoc, na Tailândia. O ministro do interior da Alemanha, Andreas Geisel, disse que as máscaras, encomendadas pela polícia de Berlim, foram desviadas para os EUA. 

Casos semelhantes já foram notificados pela França e pelo Brasil, incluindo o que vem sendo descrito como “roubo” de contratos pelos norte-americanos, que estariam fazendo propostas financeiras mais altas do que as já assinadas entre países e fornecedores.

Na última sexta, uma carga de 600 respiradores artificiais encomendada por estados do Nordeste brasileiro de um fornecedor chinês não pôde embarcar do aeroporto de Miami, onde fazia escala, para o Brasil. A secretaria estadual da Casa Civil da Bahia informou, em nota, que “a operação de compra dos respiradores foi cancelada unilateralmente pelo vendedor”. O valor final da compra, de R$ 42 milhões, ainda não havia sido pago pelo governo baiano. A suspeita é de que os EUA tenham oferecido um valor mais alto pelos produtos, a exemplo do que o governo francês aponta.

Naquele país, líderes regionais dizem que estão tendo dificuldade para garantir equipamentos médicos, pois compradores dos EUA têm “furado a fila” ao oferecer valores de compra mais altos que os já assinados.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde