dezembro 05, 2019

970×90

Cortejo Cultural arrasta tradição e alegria pelas ruas da Itinga

Cortejo Cultural arrasta tradição e alegria pelas ruas da Itinga

Uma multidão acompanhou o Cortejo Cultural, momento mais esperado da programação da 36ª edição da Lavagem do Caranguejo. As baianas, embaladas por muita beleza e alegria, levaram o perfume da água de cheiro e cultura para as ruas, ao som dos atabaques e berimbaus, na manhã deste domingo (1º).

O cortejo saiu às 9h da Escola Valentina Silvina Santos, seguindo em direção à Praça do Caranguejo. Logo após as baianas vieram os grupos culturais, e o colorido se espalhou por todo o percurso. Teve maculelê, puxada de rede, rodas de capoeira, orquestra mirim de percussão, dança afro-brasileira e muito samba.

Dona Carmem dos Santos, 57 anos, participa do cortejo das baianas há mais de dez anos e faz questão de levar esta tradição para a família. “Eu amo participar desta festa, desfilar e mostrar o quanto que nossa cultura é bonita. Sempre que eu posso, também trago a minha filha, para ela já ir aprendendo a riqueza das manifestações culturais da nossa cidade. Estou aqui muito emocionada”, comentou a baiana.

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, foi até o final do desfile, acompanhando as baianas e interagindo com o público. Moema destacou a importância de valorizar a luta, história e cultura da cidade.

“Agradeço a Deus e aos orixás. Esse Largo do Caranguejo é sinônimo de trabalho e muita força. É uma história que tem que ser sempre resgatada. Quero agradecer à Secult e às demais secretarias municipais. Trabalhamos juntos, de forma integrada, para este evento acontecer. Quero também agradecer a família de Sr. Caranguejo e ao Pai César, por terem dado seqüência a esta importante tradição. Esta é uma festa de propriedade do povo! Um grande beijo e axé para todo mundo”, falou a prefeita.

Após o cortejo, um trio parado, na Praça do Caranguejo, foi palco para as apresentações musicais que agitaram o último dia de festa. A 36ª Lavagem do Caranguejo, aberta no sábado, foi marcada por muita paz e alegria. O evento contou com reforço policial com apoio da Guarda Municipal, orientações de agentes de trânsito e suporte de saúde com ambulâncias para situações de emergência.

A Lavagem do Caranguejo

A Lavagem do Caranguejo está ligada à história de Antônio Pereira Santos, homem de vida simples e muito trabalhador, que acabou se tornando uma das figuras mais conhecidas do bairro da Itinga. “Seu” Antônio, ainda jovenm, trabalhava em uma barraca no atual Largo do Caranguejo, onde vendia arroz, farinha, carne seca e caranguejo, entre outras mercadorias.

Com o tempo passou a ser chamado de Antônio Caranguejo, ou de simplesmente ‘Seu’Caranguejo. A barraca virou ponto de encontro do bairro. Assim surgiu o nome do largo.

Em 27 de novembro de 1983 foi criada a Lavagem do Largo do Caranguejo. A ideia foi de moradores do bairro que integravam o Bloco Nagazumbi, presidido pelo Babalorixá Augusto Cezar Farias e Tânia Maria. Naquele ano, o bloco foi impedido de desfilar no Carnaval de Salvador e seus integrantes resolveram fazer a celebração no próprio bairro. A festa caiu no gosto popular e nos anos seguintes, com a participação de Nivaldo Portela, Narciso, Grande Conceição (in memória), Santos (in Memória) e Luiz Amatam, ganhou status de Lavagem do Caranguejo. A Associação Cultural Recreativa e Beneficente do Bairro de Itinga e Adjacências – ACREBIA foi criada para organizar e executar essa celebração que já está em sua 36ª edição.

Jornalista: Iana Silva

Foto Danilo Magalhães

ASCOM Prefeitura de Lauro de Freitas

01/12/2019

71 3288 8371

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: