junho 01, 2020

970×90
970×90

Covid-19 já matou mais de 4.900 pessoas e infectou 133.970

Covid-19 já matou mais de 4.900 pessoas e infectou 133.970

O número de pessoas infectadas desde dezembro pelo novo coronavírus no mundo aumentou para 133.970 e o número de mortes subiu para 4.958, segundo um balanço feito pela agência France-Presse (AFP).

Citando fontes oficiais, a AFP refere, num balanço com dados atualizados às 06:00 (horário de Brasília) de hoje, que, no total, foram registradas em 120 países e territórios, 2.513 contaminações e 35 novas mortes desde o último balanço, às 14:00 de quarta-feira (12).

A China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a pandemia eclodiu no final de dezembro, contabilizou um total de 80.813 casos, incluindo 3.176 mortes e 64.111 curados. Entre as 14:00 de quinta-feira e as 06:00 de hoje foram anunciadas 20 novas infecções e e sete novas mortes no país.

Em outras partes do mundo, houve até às 06:00 (horário de Brasília), um total de 1.782 mortes (28 novas) para 53.163 casos (2.493 novos).

Os países mais afetados depois da China são Itália, com 1.016 mortes para 15.113 casos, Irã com 429 mortes (10.075 casos), Espanha com 84 mortes (3.004 casos) e Coreia do Sul com 67 mortes (7.979 casos).

Desde quinta-feira às 14:00, a Índia e a Noruega anunciaram as primeiras mortes relacionadas com o vírus. Gana, Quênia e São Vicente e Granadinas (Caribe) anunciaram o diagnóstico dos primeiros casos.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detectado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.900 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

O número de infectados ultrapassou as 131 mil pessoas, com casos registados em mais de 120 países e territórios, incluindo Brasil, que tem 79 casos confirmados.

Face ao avanço da pandemia, vários países têm adotado medidas excepcionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

A Itália é o caso mais grave depois da China, com mais de 15.000 infectados e pelo menos 1.016 mortos, o que levou o Governo a decretar a quarentena em todo o país.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde