março 28, 2020

970×90

Crianças assistidas pelo CRAS do Parque São Paulo participam de oficina de sucos funcionais

Crianças assistidas pelo CRAS do Parque São Paulo participam de oficina de sucos funcionais

Crianças assistidas pelo Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), do Parque São Paulo, em Itinga, foram as primeiras a participarem da oficina de sucos funcionais. A ação, promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania (Semdesc) na sede do Centro de Referência de Segurança Alimentar (CRESAN), propõe um olhar mais cuidadoso sobre opções saudáveis para consumo.

A oficina ocorrerá uma vez por mês e contemplará crianças assistidas por outros grupos dos Núcleos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos de outros CRAS dos municípios.

Para Ruthe Lisboa, diretora do Departamento de Proteção Social Especial, a oficina é idealizada para que essas crianças entendam que a alimentação saudável pode ser divertida. Um momento de compartilhar com a família e até se distanciar um pouco das redes sociais.

“Existem oficinas que a criança só assiste. Nesta, ela coloca a mão na massa para conhecer o alimento. Elas têm a experiência de colocar a mão na fruta e saber que um suco que seria simples agora ele pode ser misturado com uma couve ou uma cenoura, por exemplo”, avaliou a diretora.

Para o pequeno Marcos Vinicius, que participa do Programa de Fortalecimento de Vínculos no CRAS do Parque São Paulo, a experiência foi muito especial. “Conheci novas frutas que eu pensava que era ruim, aqui descobri que é bom, é gostoso”, O jovem diz que ajuda pouco em casa, mas que quando participou da oficina ajudando a monitora se sentiu feliz e que agora vai ajudar a mãe também.

Lea Figueiredo, uma das acompanhantes do grupo, merendeira do núcleo Parque São Paulo, também ficou encantada com a oficina. “É muito importante ter essa orientação sabendo o que é necessário para nossa saúde. Muitas crianças não gostam de algumas frutas e verduras e aqui a gente fica sabendo que pode encaixar algumas misturas como maracujá e couve, acerola e cenoura”, disse.

Para a secretária da Semdesc, Huldaci Santana, essas atividades intersetoriais de grupos dos Núcleos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vinculos com a equipe do CRESAN fortalecem a política de assistência social e a proteção ao público infanto-juvenil na medida em que se busca garantir o direito humano à alimentação adequada.

ASCOM/PMLF

17/02/2019

www.laurodefreitas.ba.gov.br

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde