setembro 22, 2019

970×90

Desigualdade aumenta e pobreza atinge 23,3 milhões de pessoas

Desigualdade aumenta e pobreza atinge 23,3 milhões de pessoas

O crescimento da concentração de renda no Brasil já dura mais de quatro anos, de acordo com levantamento do  economista da FGV Social Marcelo Neri, divulgado pelo jornal O Globo hoje (16).

O período é o mais longo da história de aumento da desigualdade no país. 

O número de pobres chegou a 23,3 milhões em 2017, conforme o estudo. São consideradas pobres as pessoas que vivem com menos de R$ 233 por mês.

O levantamento ainda aponta que o desemprego elevado, que atinge 12 milhões de pessoas, é o principal motivo para a alta da desigualdade.

A dificuldade de encontrar vaga prejudica diretamente os mais jovens. A renda do trabalho dos brasileiros com idade entre 20 e 24 anos diminuiu 17% entre o quarto trimestre de 2014 e o segundo trimestre de 2019, indica o estudo.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: