junho 13, 2021

970×90

Dezoito pessoas são ouvidas sobre tragédia em Camaçari

Dezoito pessoas prestaram depoimento na 18ª Delegacia Territorial (Camaçari) para contar detalhes que auxiliem a polícia na investigação sobre a tragédia da farmácia ‘Pague Menos’ de Camaçari e que resultou na morte de 10 pessoas e deixou 13 feridos. Cinco funcionários e dois clientes, o superintendente de Relações Institucionais da drogaria, Geraldo Gadelha, e o coordenador da Defesa Civil de Camaçari, Maurício Bonfim, estão entre os que foram ouvidos.

Para a titular da 18ª DT, delegada Thaís Siqueira, o representante da farmácia afirmou que a empresa se responsabilizou imediatamente por todos os custos com atendimento médico, despesas de sepultamento e translados. Gadelha disse também que foi providenciada assistência psicológica e esclareceu que estava ocorrendo um reparo e não reforma, além de se comprometer a apresentar toda a documentação necessária sobre o contrato com as empresas, alvarás de funcionamento e vigilância sanitária.

“Estamos diante de um caso complexo. Uma semana após esta tragédia já conseguimos ouvir 18 pessoas, entre elas alguns parentes das vítimas fatais e das que estão feridas.

O próximo passo é pegar os depoimentos dos representantes e operários da empresa responsável pelo reparos que feitos na farmácia”, contou a delegada. Informou ainda que o Departamento de Polícia Técnica (DPT) não concluiu a perícia no local e que alguns laudos estão sendo confeccionados.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde