junho 13, 2021

970×90

Documentário relembra entrevistas com grandes nomes do samba

Para celebrar os 100 anos do samba, comemorados nesta sexta-feira (2), o Ministério da Cultura (MinC) relembra homenagens gravadas em vídeo e em áudio dos grandes mestres do ritmo que mais representa a identidade brasileira.
Concebido para divulgar algumas das mais emblemáticas manifestações da música brasileira, o Projeto Almirante foi desenvolvido pela Fundação Nacional das Artes (Funarte), nos anos 80, e é um dos muitos projetos de preservação da memória cultural mantidos pelo MinC.
Grandes nomes da Música Brasileira foram reunidos com o objetivo de levar ao público a obra de compositores clássicos do samba, como Ismael Silva, Custódio Mesquita e Wilson Batista.
Na época em que o projeto foi lançado, foram produzidos LPs e shows com os repertórios dos artistas homenageados. Recentemente, a Funarte reuniu alguns dos cantores que participaram naquele período em minidocumentários pelo projeto Brasil Memória das Artes, que relembram o processo de gravação dos discos.
Os cantores Jards Macalé e Dalva Torres em uma celebração da obra do compositor Ismael Silva – um dos primeiros grandes nomes do samba, junto a Donga e Sinhô-, marcou a primeira geração de sambistas.
No mesmo período em que foi gravado o LP Ismael Silva – Peçam bis, com Jards e Dalva, a Funarte lançou o LP Custódio Mesquita: prazer em conhecê-lo, sobre a obra do compositor e pianista carioca, que reuniu artistas jovens e veteranos do cenário musical da década de 80. Participaram desse disco o cantor Marcos Sacramento, Marlene, Ney Matogrosso, entre outros nomes.
A cantora Joyce e o ‘príncipe do samba’, Roberto Silva gravaram, também em 1986, o disco Wilson Batista, um dos compositores mais profícuos do gênero. No vídeo, Joyce relembra algumas das letras das músicas de Wilson Batista, que se aproximava de uma “crônica de costumes”.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde