setembro 26, 2021

970×90

Drive-thru ecológico arrecada meia tonelada de alimentos para instituições beneficentes de Lauro de Freitas

Drive-thru ecológico arrecada meia tonelada de alimentos para instituições beneficentes de Lauro de Freitas

Meia tonelada de alimentos não perecíveis foi arrecadada neste sábado (24), no primeiro drive-thru ecológico realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) para serem doados a instituições beneficentes de Lauro de Freitas.

Os alimentos serão repartidos entre a Associação do Quingoma, que distribuirá para as famílias em situação de vulnerabilidade social, e a Associação Casa de Caridade Adolfo Bezerra de Menezes (ACCABEM), entidade de apoio a idosos.

Organizada pela Coordenação de Projetos Especiais Cidade Educadora da SEMED, a ação aconteceu das 8h às 17h, em dois pontos da cidade: um em frente ao Parque Ecológico de Vilas do Atlântico, outro em frente ao grande pé de oiti, no Centro da sede do município.

Seguindo o exemplo dos munícipes, a prefeita Moema Gramacho, que também é bióloga, esteve no ponto de Vilas e destacou a importância da iniciativa de conscientização ambiental aliada a ajuda às instituições. Ela ainda ressaltou a necessidade de tal iniciativa em um momento econômico no qual a população brasileira volta a viver sob situação de insegurança alimentar.

“Infelizmente, o Brasil voltou para o mapa da fome após anos de muita luta e políticas públicas que tiraram milhares de pessoas da extrema pobreza. Diante disso e da crise econômica agravada pela pandemia do coronavírus, iniciativas como essas são fundamentais para garantir a comida na mesa de quem mais precisa. “Agradeço a todos os munícipes que deram uma contribuição e parabenizo todos os servidores, sobretudo da educação, que idealizaram esse ato de solidariedade associado à busca pelo equilíbrio ecológico”, disse a prefeita.

A quantidade de alimentos arrecadada superou as expectativas do professor Antônio Cláudio, que idealizou o drive-thru, a partir do Projeto Sementes do Amanhã, desenvolvido por ele na Escola Municipal Capiarara, em Areia Branca, para estimular a consciência ambiental entre as crianças.

“Felizmente, deu tudo certo. Até o clima nos ajudou a ajudar aqueles que mais precisam de nossa solidariedade”, avaliou o professor. “Tão importante quanto a arrecadação dos donativos é o legado que vamos deixar para o planeta com mais árvores plantadas na natureza”, completou.

Também estiveram presentes a coordenadora de Projetos Especiais Cidade Educadora da SEMED, Idaci Ferreira, além de representantes de outras instituições que ajudaram a viabilizar a iniciativa, como Geneci Braz, do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), e José Bonifácio, do Rotary Club de Lauro de Freitas.

Durante a ação, houve ainda uma apresentação de música instrumental regada a jazz e MPB com o saxofonista Cassiano Faleta, que também é servidor da SEMED, e com o parceiro musical André Jordão, no violão de sete cordas.

*Munícipes agradecem a iniciativa*

O dia começou cedo para o estudante Marcos Antônio Araújo de 11 anos. Amante das plantas, o garoto doou 1kg de alimento não-perecível e levou para casa uma muda de pau-brasil. “Eu estou feliz de verdade em contribuir com essa ação social. Em um gesto simples eu estou ajudando a alimentar pessoas e ainda contribuindo para o meio ambiente”, disse Marcos Antônio, no Drive do Centro, ao completar que o cuidado com as pessoas e com a natureza sempre foi passado pela mãe, a bióloga Graciele Duarte.

“Desde pequeno faço questão de trazer ele para as atividades que tratam sobre o meio ambiente. Hoje, aqui, a gente está ajudando o ambiente como um todo, ajudando quem precisa e contribuindo para o reflorestamento”, comentou a bióloga.

Moradora de Vilas há 40 anos, a psicóloga Muama Guimarães, 55, foi a primeira a chegar no Parque Ecológico para garantir as mudas de pau-brasil, ipê-amarelo e paineira. “Que serão plantadas em uma propriedade que a família tem aqui próximo, na Linha Verde”, planejou.

Assim como ela, o servidor público Gabriel Brito, 32, tomou conhecimento do drive-thru por meio das ações de comunicação. “É uma iniciativa muito boa, pois ganha quem doa, quem recebe os alimentos e a natureza agradece”, disse antes de voltar para trocar mais alimentos por mudas.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde