maio 08, 2021

970×90

Educadora da rede municipal de ensino de Lauro de Freitas vence XXI Prêmio Nacional Arte da Escola Cidadã

Educadora da rede municipal de ensino de Lauro de Freitas vence XXI Prêmio Nacional Arte da Escola Cidadã

A educadora Carla Santos Pinheiro da rede municipal de ensino de Lauro de Freitas foi a vencedora do XXI Prêmio Nacional Arte na Escola Cidadã, na categoria Educação Infantil, promovido pelo Instituto Arte na Escola (IAE), localizado no Estado de São Paulo. O resultado do concurso foi divulgado nesta quarta-feira, dia 25, por meio digital. A professora que atua na Escola Municipal do Loteamento Santa Júlia concorreu com cerca de 1500 profissionais de todo o território brasileiro, defendendo o Projeto Pedagógico ‘Uhuru: procura-se representação’, desenvolvido entre os meses de agosto a novembro de 2018, com 50 crianças da creche e pré-escola.

O objetivo da atividade foi estimular nos educandos o reconhecimento, valorização e fruição das diversas manifestações artísticas e sociais da cultura afro-brasileira. A vencedora explica que a proposta contemplou as interações e as brincadeiras como eixos estruturantes das práticas da infância e considerou os direitos de desenvolvimento e aprendizagem da Educação Infantil (conviver, brincar, participar, explorar expressar e conhecer-se).

“Nesta composição, as crianças participaram ativamente: suas inquietações, seus pensamentos, suas posturas foram trazidas e legitimadas durante as vivências pedagógicas”, destaca Carla. Conforme observa, os maiores aprendizados para os estudantes foram o de se fazer respeitar (empoderamento) e de respeitar o outro (coexistência), de reconhecer-se como parte de uma coletividade e de orgulho ao seu grupo de pertença.

A professora considera também que o trabalho possibilitou a consolidação de marcas na vida dos estudantes. “Rimos, choramos, descobrimo-nos. Fomos testemunhas das consequências dos marcadores sociais da diferença na construção da identidade desde a primeira infância. Mas, não perdemos de vista que a representação e a percepção devem estar sempre alicerçadas na liberdade”, descreve Carla Pinheiro.

*Foto tirada antes da pandemia

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde