janeiro 17, 2022

970×90

Em Lauro de Freitas, Padaria Comunitária no Jambeiro garante distribuição de pães para 100 famílias

Em Lauro de Freitas, Padaria Comunitária no Jambeiro garante distribuição de pães para 100 famílias

Inaugurada há cinco dias, a Padaria Comunitária Ideal garante a distribuição de mil pães, de segunda a sexta-feira, para 100 famílias em situação de vulnerabilidade social dos bairros do Jambeiro, em Lauro de Freitas, onde está localizada, e do Parque São Paulo. Iniciativa da Associação Comunitária Ideal, a padaria permite que famílias como a de Patrícia Souza “forrem o estômago” logo pela manhã.

“Às vezes você acorda e não tem um real para comprar pão. Sou diarista e se não trabalhar não tem. O que ajuda muito também é o kit alimentação que minha filha recebe da escola. Então essa padaria aqui vai ser muito importante para a comunidade. Eu fiquei sabendo hoje da distribuição e espero que continue assim e chegue para mais pessoas”, relatou a moradora do Jambeiro.

Inicialmente a Padaria Comunitária beneficia moradores do Conjunto Habitacional Lauro de Freitas, no Capiarara – Jambeiro, com distribuição para essa comunidade nas segundas, quartas e sextas, e do residencial Quinta da Glória, no Parque São Paulo, nas terças e quintas em um ponto de apoio do equipamento.

A implantação da padaria foi fomentada através do edital Década Afrodescendente da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), de acordo com Ricardo Andrade, coordenador executivo da Secretaria Municipal de Políticas Afirmativas, Direitos Humanos e Promoção da Igualdade Racial (SEPADHIR) de Lauro de Freitas.

“O projeto surgiu a partir de um diálogo com a comunidade para enfrentar os danos da pandemia. Daí aproveitamos o edital da Sepromi, fizemos a proposta, fomos aprovados e utilizamos os recursos para a implantação da padaria, além da capacitação de panificação com os próprios moradores, realizada em um primeiro momento” destacou Ricardo.

Uma das participantes do curso de panificação foi Rosenilde Menezes. “Eu passei pela capacitação e hoje em dia ajudo outras pessoas a aprenderem também. Me sinto muito feliz com esse projeto [padaria comunitária], a comunidade precisava muito”, frisou. Rosenilde não só aprendeu a fazer pão como expandiu suas possibilidades de gerar renda; ela passou a fabricar panetones, bolos e outros itens de massa.

As famílias beneficiadas pela Padaria Comunitária Ideal foram previamente cadastradas de acordo com o perfil socioeconômico. No equipamento, além de retirar pães de forma gratuita, a população ainda poderá aprender a produzir massas. Uma nova capacitação voltada para a produção de sonhos e bolos, que possibilitará a ampliação do projeto na comunidade, está prevista para o mês de dezembro.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde