abril 10, 2021

970×90

Em live, Moema fortalece time de mulheres líderes no combate à pandemia

Em live, Moema fortalece time de mulheres líderes no combate à pandemia

“Estamos num momento onde é mais exigido de nós a sororidade. Precisamos estar unidas e fazermos o que pudermos para combater a pandemia”. A afirmação é da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, que participou do webinário “Mulheres na liderança contra a Covid-19”, organizado pelo Instituto Alziras em parceria com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), a Associação Brasileira de Municípios (ABM) e apoio do Nexo Jornal.

Na live transmitida pelo canal do YouTube do Instituto Alziras, nesta quarta-feira (31), as convidadas Nisia Trindade, presidente da Fiocruz, e as prefeitas Moema Gramacho (Lauro de Freitas-BA), Cinthia Ribeiro (Palmas-TO) e Renata de Sene (Francisco Morato-SP) refletiram sobre os desafios vividos por mulheres em espaços de poder e a valorização das respostas produzidas por essas líderes no enfrentamento da pandemia.

Questionada pela head de Relações Institucionais do Nexo Jornal, Marina Menezes, sobre as soluções construídas para combater a pandemia, a prefeita Moema Gramacho foi enfática. “Criamos um centro de combate a Covid-19 com testagem, diagnóstico, assistência e até intubação. Também fizemos a busca-ativa de casos suspeitos por telefone com mais de 150 mil ligações realizadas, assim como o trabalho de mais de 100 mil visitas de agentes comunitários, em população de 200 mil habitantes”, pontuou.

A gestora de Lauro de Freitas ainda destacou decretos de restrições para conter o avanço da disseminação do coronavírus e diálogos permanentes com setores sociais e econômicos. “Também criamos um espaço para quarentena de profissionais da Prefeitura que foram infectados. Hoje, estamos a mais de um mês com o lockdown e toque de recolher”, completou.

Moema também destacou a vacinação em Lauro de Freitas que executa a aplicação de doses assim que chegam na Rede Municipal de Saúde e reforçou o empenho do Estado na compra de vacinas, e da Frente Nacional de Prefeitos no processo de aquisição de mais doses. Referente a educação, a prefeita anunciou a entrega de tablets para alunos da Rede Municipal de Ensino e professores, como mais um instrumento que irá potencializar as aulas remotas que no momento seguem sendo realizadas por um canal de televisão.

Porta-voz do webinário, a diretora do Instituto Alziras Michele Ferreti discorreu sobre a motivação de falar de mulheres no poder em meio à maior crise sanitária da história. “Esse evento surgiu de uma pergunta: o que seria da pandemia se as mulheres fossem mais ouvidas? As mulheres foram fundamentais para a consolidação do estado democrático de direito, e inclusive para a criação do SUS em defesa da vida e da ciência”, disse ao reforçar a busca da garantia de as mulheres governarem plenamente em seus mandados.

Já Nisia Trindade, presidente da Fiocruz, explanou sobre a inserção de mulheres na ciência. “A Fiocruz é uma instituição que hoje tem sua maioria de trabalhadores constituída por mulheres, mas nós ainda estamos representadas em 30% dos cargos de alta direção. Isso mostra as barreiras. E não basta estarmos nessas posições [lideranças], creio que é muito importante uma agenda de desenvolvimento de políticas públicas voltadas para a equidade de gênero e raça”, conclamou a primeira mulher a comandar a Fiocruz.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde