junho 12, 2021

970×90

Empresários de Lauro de Freitas, Salvador e Belmonte suspeitos de sonegação fiscal são denunciados à Justiça

Empresários suspeitos de integrarem um esquema de sonegação fiscal foram denunciados à Justiça, nesta quinta-feira (1º), pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA).
Henrique Castelo Branco Federicci, Sílvio Castelo Branco Federicci, Sérgio Federicci, Márcia Federicci, Jamile Federicci, Marcos Antônio Rosa Oliveira, Alice Soares de Jesus e José Gomes Neto são acusados de praticarem crimes contra a ordem tributária e associação criminosa.
De acordo com o MP-BA, os investigados sonegaram um valor na ordem de R$ 6 milhões do fisco estadual. O esquema fraudulento envolve um grupo de oito empresas, dentre elas o Shop Cheese, a Queijos Finos e o Empório Federicci, que comercializa queijos e vinhos importados.
Alice de Jesus aparece como responsável por uma editora gráfica e Marcos Antônio como um dos contadores da empresa MG Contabilidade, que tem como proprietário José Neto. O objetivo deles era fornecer notas fiscais falsas ao grupo. O esquema funcionava desde 2007.
As ações da organização criminosa foram desvendadas por meio das investigações que deram origem à “Operação Grana Padano”, deflagrada em maio do ano passado, na Bahia – Salvador, Lauro de Freitas e Belmonte – e em São Paulo (capital e Atibaia).

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde