agosto 13, 2022

970×90
970×90
970×90

Estudantes da rede municipal de Lauro de Freitas usam tablets para produzir vídeos em curso de qualificação profissional em audiovisual

Estudantes da rede municipal de Lauro de Freitas usam tablets para produzir vídeos em curso de qualificação profissional em audiovisual

‘Câmera, ação’. Depois do comando, silêncio total para que os estudantes do 9º ano do ensino fundamental e concluintes da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Municipal Cadetes Mirins, em Lauro de Freitas, possam treinar as habilidades aprendidas no curso de qualificação profissional em audiovisual, com a utilização de tablets.

A atividade prática aconteceu na tarde desta quinta-feira (05), à sombra das árvores da PEC 3000, na Itinga. No local, os garotos também aprendem durante as aulas teóricas noções de enquadramento, áudio, roteiro e iluminação. O conteúdo é parte do programa obrigatório na grade curricular, que prevê 320 horas de aulas com conteúdo como produção, edição, elaboração de roteiros e atuação, entre outros.

“A oferta de cursos profissionalizantes aos concluintes do ensino fundamental e da EJA faz parte de um projeto da secretaria para prepará-los para o mundo do trabalho”, informa a titular da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Vânia Galvão.

Concentrada no seu papel, Letícia Gomes, 14 anos, conta que esta é a primeira vez que ela tem contato próximo com recursos áudiovisuais e está entusiasmada com o curso. “Eu sinto que estou adquirindo mais conhecimento e vou levar isso para minha vida profissional. Desde que iniciei aqui desenvolvi habilidades como a oratória e também me enturmei melhor com meus colegas”, falou.

Organizando os personagens, falas e ângulos, a roteirista Giovanna Bandeira, 14 anos, conduzia os colegas para que a gravação saísse perfeita. A história ensaiada minuciosamente, retrata uma adolescente que engravida de forma prematura e sofre as consequenciais sem o apoio do pai da criança.

“Eu adoro lidar com artes, desde pequena faço teatro e trouxe muito do que aprendi lá para aqui. Eu pretendo estudar cinema, então é um bom começo para mim”, avalia.

Sob supervisão da coordenadora do departamento, Gabriella Santana, o curso será realizado até novembro, com aulas ministradas pelos professores Luciano Oliveira, Cristiane Andrade, Edy Mabel Carvalho Silva e Maria Auxiliadora dos Santos Pereira.

“A ideia é que os estudantes já se familiarizem com a produção de vídeos, por meio do uso dos tablets adquiridos pelo Município para a educação, pois o trabalho de conclusão de curso é a apresentação de um curta-metragem”, explica a professora Cris Andrade.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde