Fifa pode punir CBF por interferência na gestão; Fluminense seria excluído do Mundial

 Fifa pode punir CBF por interferência na gestão; Fluminense seria excluído do Mundial

A briga política que vem sendo travada nos bastidores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pode gerar uma punição severa da Fifa. A entidade máxima do futebol enviou uma notificação à filiada no Brasil na última quarta-feira (29), alertando sobre o risco de suspensão caso o presidente Ednaldo Rodrigues seja afastado do cargo “por influência indevida de terceiros”. Isso tiraria o Fluminense do Mundial de Clubes, que começará neste mês de dezembro.

 

“Neste contexto, gostaríamos de lembrar que de acordo com o art. 14 par. 1 i) e art. 19 dos Estatutos da Fifa, as associações membros da Fifa são obrigadas a gerir os seus assuntos de forma independente e sem influência indevida de terceiros. Qualquer violação destas obrigações pode levar a potenciais sanções, conforme previsto nos Estatutos da Fifa”, diz um trecho do comunicado. “Além disso, e em relação ao acima exposto, gostaríamos de enfatizar que quaisquer violações ao art. 14 par. 1 i) dos Estatutos da Fifa também pode levar a sanções, mesmo que a influência de terceiros não tenha sido culpa da associação membro em questão (art. 14, parágrafo 3 dos Estatutos da Fifa)”, acrescentou.

 

O comunicado da Fifa foi emitido após a Justiça do Rio de Janeiro marcar para a semana que vem o julgamento de uma ação que pede a anulação de um acordo feito com o Ministério Público. O processo é encabeçado pelos ex-presidentes da CBF Marco Polo Del Nero e Ricardo Teixeira. A ideia da dupla é anular a eleição de Ednaldo e colocar um interventor no comando da entidade.

 

Del Nero foi banido do futebol pela própria Fifa, devido ao envolvimento no escândalo de corrupção de contratos de marketing para competições como Copa América e Libertadores. A suspensão tem duração de 20 anos e se encerra somente em 2037. Já Teixeira foi afastado para sempre pela entidade máxima do futebol.

 

Além da dupla de ex-mandatários, o ex-vice-presidente Gustavo Feijó é outro que gostaria de ver Ednaldo fora da presidência da CBF. O dirigente tem feito algumas investidas na Justiça para isso. Ele concorreu ao cargo em 2022. Naquela ocasião, tentou suspender o pleito até o último momento.

 

Para a Fifa, a Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) é a única que poderia resolver conflitos envolvendo clubes e associações esportivas. A Justiça comum só seria acionada quando esgotar todas as instâncias esportivas e em casos específicos. 

 

O Mundial de Clubes será realizado na Arábia Saudita. Campeão da Libertadores, o Fluminense estreia no próximo dia 18, uma segunda-feira, contra o Auckland ou o vencedor do confronto entre Al-Ahly x Al-Ittihad.

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading