outubro 17, 2021

970×90

Folhas de pagamento de órgãos do governo do estado são auditadas

Folhas de pagamento de órgãos do governo do estado são auditadas

A Deloitte Touche Tohmatsu Consultores iniciou, esta semana, a auditoria na folha pagamentos de 29 órgãos de Estado, onde vai ser verificada a conformidade dos proventos de 16,5 mil servidores. A empresa foi contratada pela Secretaria da Administração (Saeb) para realizar, pela primeira vez, uma auditoria externa em toda a folha do Estado, checando os pagamentos dos 263,8 mil funcionários públicos estaduais (149,7 mil ativos do Poder Executivo e 114,1 mil inativos dos três poderes).

No total, a Deloitte vai auditar cerca de 70 órgãos públicos, revisando as folhas de pagamentos dos ativos e inativos do estado, nos últimos dez anos, retroagindo até dezembro de 2005. Os trabalhos vão abranger órgãos da administração direta, a exemplo das secretarias de estado, além de autarquias, fundações, empresas públicas e de economia mista.

Já foram auditadas as folhas das secretarias da Educação (45.827 servidores) e da Segurança Pública (46,7 mil). Na Secretaria da Saúde (Sesab), que possui 27 mil funcionários, a auditoria está em curso. Os três órgãos possuem os maiores quadros de servidores do Estado.

Agora, começaram a ser auditados os pagamentos de outros 29 órgãos estaduais como autarquias, fundações e secretarias. Entre eles, estão as secretarias do Trabalho (Setre), da Fazenda (Sefaz), Infraestrutura (Seinfra), Desenvolvimento Urbano (Sedur), Cultura (Secult), Desenvolvimento Econômico (SDR), entre outras. Também serão auditados órgãos a exemplo do Instituto do Patrimônio Artístico Cultural (Ipac), Fundação de Hematologia e Hemoterapia (Hemoba), Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA), Companhia de Processamentos de Dados (Prodeb) e outros.

O objetivo da Saeb com a auditoria é promover a melhoria do gasto público e o aperfeiçoamento do controle sobre o erário, identificando a ocorrência de eventuais irregularidades e falhas na folha de pagamentos. “Essa é a primeira vez que o Estado realiza uma auditoria deste porte, em toda sua folha de pagamentos. É mais um investimento do Governo para promover o aprimoramento da gestão da pública, com foco na economicidade e no zelo pelo erário”, explica o secretário da Administração, Edelvino Góes.

Os auditores vão verificar se os vencimentos, proventos e vantagens recebidos pelos servidores dos 29 órgãos estão em conformidade com legislação em vigor no País e no estado. Os consultores da Deloitte também vão analisar os prontuários de funcionários para checar se os pagamentos recebidos na folha estão respaldados por documentação adequada. Vão avaliar ainda os controles dos lançamentos na folha dos pagamentos.

A auditoria vai utilizar o softer Audit Command Language Analytcs (ACL Analytics), programa de computador especializado em auditoria, para fazer cruzamento de dados. Caso o cruzamento de informações encontre inconformidades, os casos são checados, validados e incluídos como ponto de auditoria no relatório da Deloitte que será apresentado no final do trabalho, em novembro deste ano.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde