Governo do Estado realiza força-tarefa para auxiliar municípios afetados pelas chuvas

 Governo do Estado realiza força-tarefa para auxiliar municípios afetados pelas chuvas

Numa operação de emergência para socorrer municípios baianos afetados pelas fortes chuvas, o Governo do Estado acionou equipes das diversas áreas envolvidas para atuar in loco. Já estão sendo feitos os reparos em estradas e a entrega de alimentos, água potável, medicamentos e ambulâncias.

 

A Defesa Civil do Estado está atuando em Mutuípe, Medeiros Neto, Ilhéus, Muquém do São Francisco, Wanderley e Cotegipe, onde já entregou 33 toneladas de alimentos, 5.500 litros de água, 650 colchões, 650 lençóis, mil kits de higiene pessoal e 200 kits de limpeza.

 

De acordo com informações das prefeituras dos municípios atingidos pelas fortes chuvas, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), divulgou, nesta segunda-feira (29), que, ao todo, são 4.877 desalojados e 2.320 desabrigados. Também foram registrados quatro óbitos, sendo dois na BA-242, em Castro Alves, e os dois últimos em Aporá e Wanderley.

 

Recentemente, 14 municípios baianos decretaram situação de emergência, foram eles: Dário Meira, Cotegipe, Ilhéus, Medeiros Neto, Ibicuí, Anagé, Muquém de São Francisco, Iguaí, Quijingue, Wanderley, Jaguaquara, Ubaíra, Saubara e Milagres.

 

Apoio dos Bombeiros

 

No domingo (28), equipes de bombeiros do 17º BBM, em Barreiras, em conjunto com o Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer), entregaram 40 cestas básicas e 10 fardos de água às comunidades de Muquém de São Francisco, Angico, Mangatuba, Reforminha do Mel, Ziados, Fazenda Veneza e Divineia. A ação, que tem o apoio de um helicóptero, visa alcançar áreas isoladas, onde o acesso por barcos e veículos terrestres é impraticável.

 

Os bombeiros utilizaram embarcação a fim de transportar pessoas para áreas seguras e levar cestas básicas para localidades inacessíveis por via terrestre. A corporação lançou uma campanha de arrecadação de donativos, e os pontos de coleta estão localizados nos quartéis do corpo de bombeiros em Barreiras e Luís Eduardo Magalhães.

 

Ambulâncias e medicamentos

 

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) enviou medicamentos, insumos e disponibilizou ambulâncias para os municípios afetados. “Enviamos kits de medicamentos e insumos que são essenciais para evitar e tratar doenças em situação de catástrofe. São antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos, antitérmicos, soluções de reidratação oral, além de hipertensivos e antidiabéticos”, afirma a secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana.

 

Municípios como Medeiros Neto, Wanderley e Muquém do São Francisco foram dos mais atingidos, com perdas de insumos e medicamentos. Equipes da Sesab nas áreas de infraestrutura, assistência farmacêutica, vigilância em saúde, além da assistência encontram-se de prontidão.

 

Sistemas alternativos de fornecimento de água

 

No domingo (28), a Embasa realizou força-tarefa e implantou sistemas alternativos de fornecimento de água nos municípios de Wanderley e Muquém do São Francisco,no Oeste da Bahia. A chuva intensa que caiu na região havia deixado submersa a principal estação elevatória de água tratada do sistema integrado que atende os dois municípios e parou de operar.

 

Em Wanderley, a solução foi captar água de um poço da prefeitura, que é tratada e direcionada ao sistema do município. No caso de Muquém, a Embasa implantou um novo trecho de tubulação para levar água diretamente para o reservatório, sem passar pela elevatória alagada. A empresa também disponibilizou caminhões hidrojato para lavagem das ruas e dos imóveis tomados pela lama e enviou cem cestas básicas para distribuição aos desabrigados.

 

Rodovias afetadas

 

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra/SIT) realiza o monitoramento das rodovias das regiões Sul, Sudoeste, Oeste e Nordeste diante das ocorrências das chuvas desde a última sexta-feira (26). Até o momento foram registradas 16 ocorrências, sendo que 03 já foram concluídas.

 

O órgão pede atenção para pontos em algumas rodovias. Na BA-263, que liga Vitória da Conquista a Itambé, as fortes chuvas da região provocaram a elevação do nível d’água, de uma barragem situada na fazenda beija-flor, às margens da BA-263, entre Vitória da Conquista e a Serra do Marçal, vertendo um volume significativo de água. O grande fluxo de água vertido pela barragem provocou uma erosão na BA-263, na saída do bueiro que atravessa a rodovia. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada pela Seinfra para a recuperação da erosão assim que o tempo firmar.

 

Na BA-262, no Povoado de Jibóia, foi realizada inspeção e constatado que a transposição do rio sobre a pista provocou a destruição das bocas e uma erosão na saída do bueiro. A empresa responsável pela manutenção da rodovia foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão.

 

Outro trecho, na BA-558, entre Jequié e Distrito de Itajuru, parte da rodovia está interditada em decorrência de uma erosão causada pela água do Rio de Contas no KM 17,60, próximo a Tamarindo. Na rodovia entre Itapé e Itaju do Colônia, o trecho passou por inspeção e foram verificados pontos de alagamento, mas sem interdição.

 

Na BR-242, entre Castro Alves e o entroncamento da BR-116, as fortes chuvas provocaram a elevação do nível d’água em um dos afluentes do Rio Paraguaçu, invadindo a Rodovia BR-242, trecho: Castro Alves – Entr. BR-116, no KM 12,2 e Km 14 sentido BR-116 (Paraguaçu). Após inspeção, foi constatado que a transposição do riacho sobre a pista provocou a destruição de parte do acostamento e uma erosão na saída dos bueiros. A empresa responsável pela manutenção já foi acionada para recuperação do bueiro e da erosão.

 

Estradas com tráfego em meia pista

 

O acesso a Palmeiras na BA-849 está sinalizado e com tráfego de meia pista pelo risco de deslizamento da encosta. A equipe de manutenção está em mobilização.

 

Na BA-262, entre Nova Canaã e Poções, o trecho da Serra do Capa Bode está com tráfego de meia pista em decorrência do aumento da erosão já existente no local. O projeto de contenção já está concluído pela Seinfra.

 

Estradas com tráfego interditado

 

Na manhã de sábado (27), o grande volume das chuvas em Sobradinho elevou o nível de água, provocando a transposição sobre uma passagem molhada localizada sobre o Riacho do Tatauí. Na tarde de domingo (28), houve o rompimento do corpo de aterro no km 2,5 ocasionando a interrupção do tráfego. A SEINFRA/SIT está mobilizada e aguarda a redução do nível d’água e a estabilização das condições climáticas para melhor avaliação.

 

Na BA-381, no KM 79, entre Cansanção e Itiúba, o volume das chuvas na região provocou a elevação do nível d’água em um dos afluentes do rio Jacurial, no KM 79 da Rodovia BA-381. No domingo (28), após inspeção local foi constatado que a elevação do afluente provocou erosões antes do bueiro. A Polícia Rodoviária do Estado foi acionada e foram intensificados os comunicados de alertas quanto ao risco de rompimento.

 

Em Monte Santo, nos acessos aos distritos de Caldeirão de Areia, Lagoa das Pedras e Riacho da Onça, o volume das chuvas na região, agravado pelo rompimento de barragens antes da rodovia, provocou o rompimento de um segmento do acesso ao povoado de Caldeirão de Areia e a invasão da pista em um segmento do acesso a Riacho da Onça, ambos no município de Monte Santo.

 

Em Muquém do São Francisco, as fortes chuvas provocaram a elevação do nível d’água em um dos afluentes do Rio São Francisco, invadindo a rodovia de acesso ao distrito de Boa Vista do Pixaim (Muquém do São Francisco). Houve, também, a interdição em outros dois pontos do acesso de Muquém à rodovia BA-161, na transposição sobre o Riacho Alegre.

 

A obra de pavimentação ainda está em execução e a empresa foi acionada para correção imediata do acesso ao distrito de Boa Vista. As sondagens no solo já foram executadas no local e o projeto para construção das duas pontes em Riacho Alegre está em execução, com previsão de conclusão ainda no mês de fevereiro.

 

Na BA-38, no trecho entre Quijingue e Algodões, o grande volume das chuvas na região provocou a elevação do nível do Rio Quijingue e destruição de uma das cabeceiras da ponte sobre a BA-381. Até a tarde de domingo (28), o nível continuava elevado, permanecendo a rodovia interrompida. Nesta segunda (29), está programada uma inspeção da equipe técnica da Seinfra e da empresa executora da obra para novamente avaliar as condições locais.

No distrito de Itabaí, em Macarani, o grande volume de água cobriu o desvio implantado enquanto a obra de construção da ponte é concluída. Uma equipe de manutenção foi deslocada para o local. Foi feito um desvio em estradas vicinais para tirar o distrito de Itabaí do isolamento.

 

Em todas essas rodovias, a Seinfra está com equipes monitorando e aguarda a redução do nível d’água e a estabilização das condições climáticas para a adoção das providências pertinentes.

 

Rodovias com tráfego liberado

 

Na BA-026, no trecho entre Santo Antônio e Amargosa, a Seinfra realizou a retirada de galhos de árvores que caíram na BA-026, e o tráfego segue sem interdições. Na BA-046, entre Ruy Barbosa e Utinga, a empresa responsável pela manutenção foi acionada, realizou os serviços de limpeza da pista e a passagem de veículos já está normalizada.

 

Em Feira de Santana, no Entroncamento da BA-052, o grande volume das chuvas provocou a elevação do nível da barragem de Jaguara (Rio Jacuípe), às margens da rodovia de acesso ao distrito de Jaguara, vertendo um volume significativo de água. Até o domingo (28), o nível da barragem já baixou e desinterditou a rodovia.

Deixe uma resposta

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading