Governo Lula declara preocupação com ataques no Equador e monitora sequestro de brasileiro

 Governo Lula declara preocupação com ataques no Equador e monitora sequestro de brasileiro

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) condenou a onda de ataques, sequestros e execuções contra civis e policiais no Equador. Em nota divulgada na terça-feira (9) pelo Itamaraty, o governo prestou solidaridade ao presidente Daniel Noboa e à população do país. 

“O governo brasileiro acompanha com preocupação e condena as ações de violência conduzidas por grupos criminosos organizados em diversas cidades no Equador e manifesta solidariedade ao governo e ao povo equatorianos diante dos ataques”, afirmou o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

Além disso, a Embaixada do Brasil em Quito monitora a questão relacionada a Thiago Allan Freitas, brasileiro e que, segundo a família, foi sequestrado por criminosos no país. ““O governo segue atento, em particular, à situação dos cidadãos brasileiros naquele país. O plantão consular do Itamaraty pode ser contatado no número +55 61 98260-0610 (inclusive WhatsApp”, completou.

Na segunda-feira (8), o país decretou estado de exceção após a onda de violência com policiais sequestrados. A escalada de violência também atingiu o estúdio de uma emissora. Enquanto o canal estava ao vivo, criminosos invadiram e ameaçaram jornalistas e cinegrafistas.

Deixe uma resposta

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading