janeiro 17, 2022

970×90

Grávidas, puérperas e pessoas com mais de 55 anos são incluídas na campanha nacional de imunização contra a gripe

Grávidas, puérperas e pessoas com mais de 55 anos são incluídas na campanha nacional de imunização contra a gripe

O Ministério da Saúde incluiu grávidas em qualquer período gestacional, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto) e pessoas com mais de 55 anos nos grupos prioritários que podem ser imunizados contra a gripe. A partir desta segunda-feira (27), a adesão ampliará a cobertura vacinal nesta segunda fase da campanha que também é direcionada aos profissionais de segurança, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, detentos, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários.

Em Lauro de Freitas, 27.740 pessoas já foram imunizadas desde a primeira fase da campanha que protege contra o vírus Influenza (A-H1N1, A-H3N2 e Influenza B). O município disponibilizou 16 salas de vacinas para atender a demanda e evitar aglomerações. Os integrantes do público alvo podem se vacinar nas Unidades de Saúde da Família e na escola municipal Mariza Pitanga das 8h às 15h30, de segunda a sexta-feira.

Atualmente em Lauro de Freitas 1.061 gestantes fazem seus atendimentos pré-natais pelo Sistema Único de Saúde. “A escolha dos grupos a serem vacinados segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e é formado pelas pessoas com maior possibilidade de ter complicações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)”, explicou a superintendente da Vigilância em Saúde, Regina Coeli.

O coordenador de Combate ao Coronavírus, Vidigal Cafezeiro, faz um alerta para a importância da imunização. “Apesar de não ter eficácia contra a COVID-19, esta vacina auxilia os profissionais de saúde a excluírem o diagnóstico da gripe, já que as duas enfermidades apresentam sintomas parecidos, permitindo chegar mais rapidamente à identificação do coronavírus. Outra vantagem é reduzir a procura pelos serviços de saúde”, disse.

De acordo com Vidigal, a população deve reforçar as medidas preventivas de higiene para a prevenção dos contágios. “As pessoas devem intensificar a lavagem e higienização das mãos antes de consumir alimentos e após tossir e espirrar, utilizar lenço descartável quando espirrar ou tossir, evitar tocar nas mucosas dos olhos, nariz e boca, não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos e garrafas, manter os ambientes bem ventilados, e evitar ficar perto de pessoas com sinais e sintomas de gripe”, aconselhou.

A última e terceira etapa da campanha começa no dia 8 de maio. Os grupos prioritários serão crianças de seis meses a menores de seis anos, professores, povos indígenas, pessoas com deficiência e professores. Idosos que não conseguiram se vacinar na primeira fase, ainda podem procurar a vacina nos postos.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde