Hassan propõe que cavalgada seja reconhecida como prática de interesse cultural e econômico na Bahia

 Hassan propõe que cavalgada seja reconhecida como prática de interesse cultural e econômico na Bahia

Criador de cavalos e conhecido como o deputado das cavalgadas, por sua participação e dedicação à essa prática esportiva, o deputado municipalista Hassan (PP) protocolou projeto de lei na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) reconhecendo a cavalgada como prática de relevante interesse cultural e econômico do Estado da Bahia, e instituindo o terceiro domingo do mês de maio como o Dia Estadual da Cavalgada. “Esse reconhecimento representa um marco significativo para a valorização das tradições culturais do Estado e para o fomento dessa atividade que faz parte do calendário de eventos de diversos municípios do interior baiano, movimentando a economia local e atraindo milhares de pessoas apaixonadas pela cavalgada”, afirma o parlamentar.

O deputado, que sabe da importância de manter essa tradição passada de geração em geração e tem destinado recursos de suas emendas parlamentares impositivas para fomentar a realização de cavalgadas em diversas cidades no interior do estado, argumenta em sua justificativa do projeto que “nossa proposta é importante no reconhecimento das cavalgadas como parte integrante da identidade cultural baiana”, Ele lembra ainda que a atividade promove a preservação dessa tradição, que combina habilidades equestres com festividades sociais, em eventos que reúnem comunidades, fortalecendo os laços sociais e a coesão comunitária. Hassan analisa que a busca do convívio com a natureza pelo cidadão urbano, e a volta às origens daqueles com raízes no campo, provocaram significativo crescimento das atividades sociais de cunho recreativo e terapêutico ligadas ao meio rural. “Com isso, percebe-se que a cavalgada é um esporte-lazer em constante ascensão na Bahia”, pondera.

O deputado enfatiza que o projeto proposto é também uma homenagem ao sertanejo, ao homem do campo, povo determinado e corajoso, que desempenha papel fundamental na sociedade, ligado à agricultura, à produção de alimentos e ao desenvolvimento das áreas rurais. “A atuação e o trabalho do homem do campo são essenciais para o desenvolvimento econômico e social das áreas rurais”, frisa o deputado, lembrando que “o povo sertanejo, com bravura e garra, de sol a sol, tem contribuído de forma efetiva para o desenvolvimento socioeconômico da Bahia”.

O parlamentar entende que a instituição do Dia Estadual da Cavalgada tem um impacto significativo no turismo local. “A Bahia, conhecida por sua rica diversidade cultural e belezas naturais, pode utilizar essa data para promover eventos que atraem visitantes de outras partes do Brasil e do mundo. Isso não apenas impulsiona a economia local através do turismo, mas também oferece uma plataforma para a exposição da cultura sertaneja, incluindo música, dança e culinária típica, proporcionando uma experiência autêntica e enriquecedora para os turistas”, avalia.

Hassan destaca que “o projeto também desempenha um papel relevante na educação e na conscientização ambiental, pois as cavalgadas também são oportunidades para educar participantes e espectadores sobre a importância da conservação da natureza e do bem-estar animal”. Ele considera que, do ponto de vista econômico, “a criação deste dia especial pode fomentar o desenvolvimento de pequenos negócios e da economia rural”. De acordo com o deputado, produtores locais, artesãos e empreendedores têm a oportunidade de expor seus produtos e serviços durante as festividades, gerando renda e promovendo o empreendedorismo local. “Isso não apenas beneficia a economia da região, mas também valoriza e incentiva a produção local, desde o artesanato até a gastronomia típica”.

Ao finalizar as justificativas, Hassan aponta que “ao reconhecer oficialmente a cavalgada como um elemento vital de sua identidade cultural e econômica, promove-se um sentimento de orgulho e pertencimento entre os baianos, reforçando a importância da cultura sertaneja na história e na vida contemporânea da Bahia”.

Todo o conteúdo deste portal é protegido por leis de direitos autorais. Para republicação ou uso, entre em contato com nossa equipe de suporte.