setembro 22, 2020

970×90

Homem é preso suspeito de vender falso medicamento que prometia a cura do Coronavírus

Homem é preso suspeito de vender falso medicamento que prometia a cura do Coronavírus

Foto: Ilustração

Um homem, identificado como Lucimar Gonçalves Rodrigues, foi preso suspeito de vender remédio que poderia ‘curar’ as pessoas do Coronavírus, em Ipanema (MG). De acordo com o G1 Vales de Minas Gerais, o comerciante anunciava a medicação através de sites e rede sociais.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Alfredo Serrano, o homem se identificava na internet como um ‘naturopata’, que é uma forma de medicina alternativa para convencer as pessoas a utilizarem o remédio extraído da planta gerânio, que seria a ‘cura’ da doença.

“As vítimas compravam o medicamento em um link que o suspeito disponibilizava. A medicação era comercializada com a identificação Imunotex Plus por um valor de R$ 30 cada frasco”, disse a autoridade.

Ainda conforme o G1 MG, nesta segunda-feira (23), após denúncias anônimas, uma equipe de policiais, foram a residência do comerciante e o prendeu com várias amostras do remédio. O Ministério Público também autorizou a apreensão de computadores e aparelhos eletrônicos.

De acordo com as autoridades, o homem já foi detido outras vezes por vender medicamentos falsos na internet, como a comercialização de produtos que segundo ele, curariam o câncer.

Segundo a Polícia Civil, essa não é a primeira vez que o autor é detido por vender medicamentos falsos na internet. Durante uma ação da Vigilância Sanitária do município, ele foi flagrado comercializando produtos que, segundo ele, curariam o câncer.

O homem vai responder por falsificação, corrupção, adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos e venda de produtos farmacêuticos sem registro na Vigilância Sanitária.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde