Israel ameaça invadir Rafah durante o Ramadã caso o Hamas não liberte reféns

 Israel ameaça invadir Rafah durante o Ramadã caso o Hamas não liberte reféns

O ministro israelense Benny Gantz, membro do gabinete de guerra, disse neste domingo (18) que o país vai invadir a cidade de Rafah no período do Ramadã, caso o grupo Hamas não libere os reféns que mantém sob seu poder.

“O mundo deve saber, e os líderes do Hamas devem saber: se até o Ramadã os nossos reféns não estiverem em casa, os combates continuarão em todas as partes, incluindo a área de Rafah”, declarou Gantz durante uma conferência de líderes judeus americanos em Jerusalém.

A data, que acontece no nono mês do calendário islâmico, é marcada por muitas orações e jejum diário. O objetivo é, na teoria, aproximar os fiéis de Deus e lembrá-los do sofrimento dos menos afortunados.

Rafah é atualmente a única saída viável da Faixa de Gaza e faz fronteira com o Egito. A cidade abriga aproximadamente 1,5 milhão de palestinos — em sua maioria são muçulmanos.

Apesar da pressão internacional, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, insiste que a guerra não pode terminar sem a entrada em Rafah, único local que não foi invadida por tropas terrestres desde o início do conflito, mas já é alvo de bombardeios israelenses.

Deixe uma resposta

Descubra mais sobre LF News -

Assine agora mesmo para continuar lendo e ter acesso ao arquivo completo.

Continue reading