julho 18, 2019

970×90

Jovens presas com R$ 75 milhões em cocaína viajaram por nove países diferentes

As duas jovens canadenses presas após tentarem levar para Sydney, na Austrália, cerca de R$ 75 milhões em cocaína dentro de um navio cruzeiro, viajaram por nove países diferentes nos últimos três meses. Melina Roberge, de 22 anos, e Isabelle Lagacé, de 28, passaram, juntas, pela Inglaterra, Irlanda, Estados Unidos, Bermudas, Colômbia, Equador, Peru, Chile e Polinésia Francesa.

Parte desses países foram visitados quando as jovens estavam à bordo do luxuoso cruzeiro Sea Princess. Melina ainda viajou para o Marrocos. No entanto, não há registro de Isabelle nessa viagem.

Isabelle e Melina
Isabelle e Melina Foto: Reprodução/Instagram
Melina publicou fotos do passaporte quando viajou para o Marrocos e para Londres, na Inglaterra
Melina publicou fotos do passaporte quando viajou para o Marrocos e para Londres, na Inglaterra Foto: Reprodução/Instagram
Melina em viagem ao Peru
Melina em viagem ao Peru Foto: Reprodução/Instagram

Os registros dos passeios foram feitos nas redes sociais das jovens. Em uma das fotos das viagens, Melina Roberge publicou um texto falando sobre o prazer de viajar.

Isabelle Lagacé ostentava vida boa na web

 

“Viajar é uma coisa …Mas viajar com a mente aberta, pronta para provar tudo, ver tudo, aprender tudo e ficar fora de sua zona de conforto…É provavelmente a melhor terapia e lição do mundo. Eu costumava ter medo de sair da minha pequena cidade e agora eu sinto que eu não quero mais ver aquela pequena cidade porque o mundo é muito bonito lá fora e vale muito a pena”, escreveu.

Isabelle Lagacé em Cartagena, na Colômbia
Isabelle Lagacé em Cartagena, na Colômbia Foto: Reprodução/Instagram
As jovens em viagem à Nova Iorque, nos Estados Unidos
As jovens em viagem à Nova Iorque, nos Estados Unidos Foto: Reprodução/Instagram
Viagem de Melina ao Marrocos
Viagem de Melina ao Marrocos Foto: Reprodução/Instagram
A dupla na Irlanda
A dupla na Irlanda Foto: Reprodução/Instagram
Isabelle Lagacé em Horseshoe Bay, nas Bermudas
Isabelle Lagacé em Horseshoe Bay, nas Bermudas
Melina em Horseshoe Bay, nas Bermudas
Melina em Horseshoe Bay, nas Bermudas
A dupla no Equador
A dupla no Equador Foto: Reprodução/Instagram

Isabelle e Melina foram presas no último fim de semana com o comparsa Andre Tamine, de 63 anos. Eles levavam consigo cerca de 95 kg da droga escondidos numa mala. O cruzeiro onde as jovens estavam, saiu do Reino Unido e passou por países como Canadá, Estados Unidos, Colômbia e Peru, antes de chegar em Sydney, na Austrália, no último domingo, quando o trio foi preso. Todos vão responder por “importação comercial de droga”.

O cruzeiro Sea Princess onde as jovens se hospedaram
O cruzeiro Sea Princess onde as jovens se hospedaram Foto: Reprodução/Instagram

A prisão do grupo foi feita com a ajuda de cães farejadores, que procuraram drogas nas cabines do navio.

Drogas encontradas em mala
Drogas encontradas em mala Foto: Divulgação/ Australian Border Force
Mala tinha 95kg de cocaína
Mala tinha 95kg de cocaína Foto: Divulgação/ Australian Border Force
Drogas na mala das jovens
Drogas na mala das jovens Foto: Divulgação/ Australian Border Force

 

Segundo Tim Fitzgerald, comandante do policiamento de fronteira da Austrália, a quantidade de droga apreendida com as jovens impressionou as autoridades. “Essa apreensão é uma das maiores que vimos na Austrália”, disse.

Um comissário do Policiamento de Fronteira Australiana, Clive Murray, afirmou que a operação contribui significativamente na luta contra o tráfico de drogas internacional.

“Esses grupos precisam saber que o Policiamento de Fronteira Australiana tem conhecimento de todas as diferentes maneiras que eles tentam contrabandear drogas em nosso país e que estamos trabalhando com várias agências internacionais para detê-los”, disse.

O trio deve começar a ser julgado no próximo dia 26 de outubro. Se condenados, os três podem pegar até prisão perpétua. De acordo com o Policiamento de Fronteira da Austrália, as investigações continuarão em andamento e novas detenções não foram descartadas.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: