outubro 23, 2020

970×90

Justiça determina prisão preventiva de PM que feriu quatro pessoas durante ato pró-Bolsonaro na Barra

Justiça determina prisão preventiva de PM que feriu quatro pessoas durante ato pró-Bolsonaro na Barra

A justiça decretou a prisão preventiva do PM que atirou e feriu quatro pessoas no último domingo, dia 28, na Barra, durante comemoração a favor de Jair Bolsonaro (PSL). A audiência aconteceu na tarde desta segunda-feira (29); as informações foram divulgadas pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

O soldado Manoel Landulfo Sampaio pode responder por tentativa de homicídio qualificado e lesões corporais, nos dois casos as penas podem chegar a quatro anos de prisão.

Na determinação, o juiz Eduardo Augusto Leopoldino afirmou que pela atuação do PM ele demonstrou ser uma pessoa perigosa.

O juiz ainda disse na decisão que optou pela restrição de liberdade do policial, “uma vez que, mesmo sendo Policial Militar, aparenta não ter apreço pela vida humana”, explicou.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde