julho 28, 2021

970×90

Lauro de Freitas adere ao Programa Bahia Estado Voluntário

Lauro de Freitas adere ao Programa Bahia Estado Voluntário

A Prefeitura de Lauro de Freitas se cadastrou, nesta quarta-feira (16) como idealizadora de projeto no programa “Bahia Estado Voluntário”, plataforma eletrônica para incentivar o voluntariado no estado. O programa, desenvolvido pelas secretarias da Administração (Saeb) e de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Governo do Estado, busca intermediar o contato entre entidades públicas e privadas e os cidadãos que pretendem realizar trabalhos voluntários. Os interessados devem acessar o site www.estadovoluntario.ba.gov.br.

A convite do secretário Chefe de Gabinete do município, Luís Maciel de Oliveira, a coordenadora do programa, Kátia Camilo, esteve no Centro Administrativo de Lauro de Freitas para apresentar a ferramenta. Ela explicou como funciona o cadastramento e ressaltou a importância de fomentar a participação dos cidadãos em projetos sociais de voluntariado.

“Estou muito feliz em apresentar a plataforma aqui em Lauro de Freitas. Essa é a primeira Prefeitura em que estamos fazendo esse encontro. A plataforma é um lugar seguro. Ela possibilita a interação entre idealizadores de projetos e voluntários. As pessoas precisam entender que ser voluntário é ser um agente de transformação da sociedade”, disse a coordenadora.

Podem se cadastrar no programa, os órgãos estaduais, ONG’s, entidades privadas e voluntários maiores de 18 anos. São diversas as áreas de atuação que a pessoa pode escolher. De acordo com Luís Maciel, essa adesão do município é um avanço para toda a população.

“Precisamos incentivar esse espírito de solidariedade e união de forças. Acredito que aqui em Lauro de Freitas surgirão muitos projetos positivos. Torço que as empresas locais e moradores se cadastrem e ajudem na construção de uma sociedade mais justa e igualitária”, disse o secretário.

Como funciona

Os interessados devem acessar o site www.estadovoluntario.ba.gov.br,  e preencher um cadastro, onde deverão registrar os dias e horários disponíveis para a realização de seus trabalhos, além das áreas de atuação nas quais têm interesse em participar. Os gerentes dos órgãos e entidades e das instituições privadas, responsáveis pelos projetos, vão monitorar e avaliar os voluntários.

Ao final das atividades, os participantes recebem certificados com validação em concursos públicos. O voluntariado também vale como atividade complementar.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde