dezembro 06, 2019

970×90

Lauro de Freitas: Árvores são adornadas de branco por adeptos do Candomblé com pedido de paz e respeito

Lauro de Freitas: Árvores são adornadas de branco por adeptos do Candomblé com pedido de paz e respeito

Com palavras de amor, Mãe Cacau afirma que a Alvorada e Amarração dos Ojás em árvores de Lauro de Freitas representa um pedido de paz, tolerância e respeito às religiões de matrizes africanas. Líder do terreiro Mansu Dandalunda Oya Kisimbi N’Zambi, em Areia Branca, ela acredita que o manifesto realizado, nesta quinta-feira (14), reflete a afirmação de existência dos adeptos do Candomblé no município. 

Os ojás – tecidos brancos – foram amarrados, inicialmente, no Centro de Referência da Cultura Afro-Brasileira do Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão, para oficializar a abertura do Novembro Negro. Quem caminhar pelos bairros de Areia Branca, Vida Nova, Centro e Itinga, vai perceber que árvores dessas localidades também foram adornadas com Ojás em forma de laço e nó de gravata, o que representa entidades femininas e masculinas. 

Às margens do Rio Joanes, ao lado do Terminal Turístico, fogos de artifícios simbolizaram reverência aos ancestrais e aos negros e negras Malês,  massacrados na região, em 1814, antes do ato que precedeu a revolta pela abolição. De acordo a Superintendência de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Ações Afirmativas (SUPIR), Lauro de Freitas chega a 85% da sua população de origem afrodescendente. Mais de 43% são mulheres. 

O Centro de Referência da Cultura Afro-Brasileira no Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão é destacado por Géssica Neves, Kota Kiatoula do Terreiro São Jorge Filho da Gomeia, como um espaço de identificação e resistência da cultura e tradição para os mais de 400 terreiros de Candomblé do município. No Centro é possível encontrar bustos e imagens de orixás. 

Novembro Negro

O tema central das comemorações do Novembro Negro em Lauro de Freitas aborda este ano “Vidas Negras: Resistência e Luta contra o Genocídio e a Intolerância Religiosa. O superintendente da Supir, Paulo Aquino, ressalta que as atividades do mês foram construídas com base nas discussões realizadas ao longo do ano e priorizou os pilares que constituem o tema. A programação completa do Novembro Negro está disponível no site da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas.    

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: