agosto 05, 2021

970×90

Lauro de Freitas inclui pessoas com comorbidades e profissionais do transporte alternativo na vacinação deste sábado

Lauro de Freitas inclui pessoas com comorbidades e profissionais do transporte alternativo na vacinação deste sábado

Depois de avançar com a aplicação da primeira dose contra a Covid 19 em imunossuprimidos, a Prefeitura de Lauro de Freitas amplia a lista de públicos contemplados. Neste sábado (1º de maio) poderão ser vacinadas pessoas acima de 18 anos com deficiência intelectual permanente, autismo, doenças renais crônicas, pneumopatias crônicas graves, insuficiência cardíaca (IC) e cor pulmonale. Além do documento de identidade com foto, as pessoas com essas comorbidades devem apresentar relatório médico.

A Secretaria Municipal de Saúde (SESA) também está convocando médicos fisioterapeutas, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos, auxiliar e técnico de enfermagem, auxiliar e técnico de saúde bucal, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, biomédicos e técnicos em radiologia autônomos. Esse público deve apresentar documento que comprove a categoria e exercício da profissão, Rg, CPF, comprovante de residência, cartão do SUS e documento com foto.

Emoção e agradecimento

Nesta sexta-feira (30) o movimento foi grande nos quatro drive-thrus. A Prefeitura de Lauro de Freitas deu um salto na luta contra a Covid-19 ao ampliar a aplicação da primeira dose para pacientes oncológicos em tratamento nos últimos seis meses e pacientes com neoplasias hematológicas a partir de 18 anos, transplantados e doentes reumáticos.

A imunização também contemplou idosos com 60 anos ou mais, pessoas com Síndrome de Down previamente cadastrados, trabalhadores da Educação com 40 anos ou mais e profissionais da saúde autônomos, além da comunidade de quilombolas, vacinados no Quingoma. Além desses públicos, neste sábado (1º de maio), a vacinação inclui mototaxistas e trabalhadores do transporte alternativo cadastrados na Prefeitura.

Emocionado, Anderson Alves, 33, garantiu a dose do imunizante no Ginásio de Esportes do Aracuí. Ele faz parte do grupo de pessoas com Síndrome de Down e foi acompanhado da mãe Elisaulina Cardoso. “É um alívio! A gente só pode agradecer pela oportunidade dele se vacinar. Isso deixa todo mundo mais tranquilo”, disse Elisaulina.

A professora Karina Fael aguardava ansiosa sua vez. Ela foi acompanhada do esposo, que fez questão de registrar o momento. “É uma felicidade, uma emoção sem tamanho. É claro que essa vacina dá um pouco mais de segurança pra gente para voltar às salas”, contou.

No mesmo local, a professora Marilene Menezes Sanfrot lamentou o longo período longe da escola e dos seus alunos. A vacina, para ela que é educadora há 19 anos, representa esperança de voltar a exercer a profissão. “Eu sonho com o dia em que todos nós, além da comunidade escolar, estaremos vacinados. Serão dias melhores para todos”, comentou.

Segunda dose suspensa

A aplicação da segunda dose está suspensa neste sábado. Titular da Secretaria Municipal da Saúde (SESA), Augusto César Pereira explicou que o município enfrenta dificuldades para aplicar a segunda dose da vacina coronavac. O Ministério da Saúde atrasou o envio dos lotes do imunizante

“Por isso nesta sexta-feira aplicamos a segunda dose apenas em pessoas com 68 anos ou mais. As demais pessoas que estão com a data no cartão para esses dias devem aguardar a chegada da vacina sem prejuízos do processo de imunização. Fiquem tranquilos. Daremos continuidade na vacinação na medida que o Ministério da Saúde nos encaminhe essa quantidade de doses represadas”, afirmou.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde