julho 28, 2021

970×90

Lauro de Freitas inicia curso de Capacitação em salvamento aquático para salva-vidas

Lauro de Freitas inicia curso de Capacitação em salvamento aquático para salva-vidas

As aulas do curso de Capacitação e Reciclagem de Salvamento Aquático, promovido pela Secretaria Municipal de Segurança Pública (SMSP), foram abertas nesta quarta-feira (07) para a primeira turma composta por 24 salva-vidas que atuam nas três praias de Lauro de Freitas. Ao todo, 48 profissionais, divididos em duas turmas, terão ao longo dos próximos seis meses suas técnicas aprimoradas em aulas práticas e teóricas com a abordagem de assuntos organizados na grade curricular como: nivelamento físico, primeiros socorros ao afogado e técnicas de desvencilhamento.

Durante um semestre serão dois encontros semanais, um com aulas teóricas realizadas na Faculdade Unime, e outro com aulas práticas, ambos com a duração de 4 horas. A Capacitação é ministrada pelos próprios salva-vidas graduados em fisioterapia e educação física, e convidados. De acordo com a diretora do grupo de Salvamento Aquático da SMSP, Mônica Medeiros, “o objetivo da ação é aprimorar os profissionais, munir a equipe de informações atualizadas sobre novas técnicas e assim gerar retorno positivo para a população, principalmente nas altas estações quando as ocorrências aumentam”, disse.

Há mais de dez anos atuando na área, o salva-vidas Lucas Nelli elogiou a iniciativa. “É muito importante para nós profissionais sermos capacitados anualmente. Aulas como estas ampliam nosso conhecimento e ainda ajudam na integração entre os profissionais”, disse. Opinião semelhante tem o salva-vidas e surfista Giorgio Matos. “A todo momento surgem técnicas e abordagens novas, se não estivermos atualizados ficaremos para trás”, ressaltou ele que atua em um dos oito postos de salvamento aquático de Lauro.

Lauro de Freitas possui três praias – Buraquinho, Vilas do Atlântico e Ipitanga – guardadas diariamente das 7h às 17h pelas equipes de salva-vidas. O diretor operacional de salvamento aquático, Davi Santos, revela que os locais com maior incidência de ocorrências durante a alta estação são: Vilas do Atlântico, na altura da barraca Buraco da Velha; Ipitanga, próximo ao Centro Pan-americano de Judô; e Buraquinho.

“Somente no mês de janeiro deste ano realizamos 24 salvamentos nas praias da cidade”, frisou Davi, acrescentando que na baixa estação as ocorrências diminuem, mas por conta das correntes o salvamento é mais difícil. Nos resgates, os profissionais contam com o apoio de equipamentos como rescue tube, pranchão, life belt e nadadeiras.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde