maio 11, 2021

970×90

Lauro de Freitas inicia vacinação de pessoas com Síndrome de Down e retoma a de profissionais da educação nesta quarta-feira (28)

Lauro de Freitas inicia vacinação de pessoas com Síndrome de Down e retoma a de profissionais da educação nesta quarta-feira (28)

Pessoas com Síndrome de Down, moradores de Lauro de Freitas, começaram a receber a vacina contra a Covid-19, nesta terça-feira (27). A vacinação do grupo prioritário foi realizada na Unidade de Saúde da Família Chafariz, após agendamento feito pela Secretária Municipal de Saúde (SESA). A primeira dose do imunizante Oxford/AstraZeneca volta a ser aplicada em profissionais da educação, com 52 anos ou mais, nesta quarta-feira (28).

 

Entre os 20 nomes agendados para este primeiro dia, Igor Daniel, de 29 anos, compareceu a USF Chafariz acompanhado de Amanda Soares, a quem chama carinhosamente de “mama”. Para ela, a vacinação é um momento histórico. “Sou amiga da família e vim como responsável. Fizemos o agendando na quarta-feira passada por telefone e a Secretária retornou informando que hoje ele seria vacinado. Como uma profissional da educação, agora eu estou esperando a minha vez chegar também”, relatou.

 

Com 30 anos, a idade de Amanda ainda não foi atingida no Plano de Vacinação. Entretanto, a Prefeitura Municipal segue com a vacinação dos profissionais de educação, com 52 anos ou mais, nos pontos montados na Quadra da Escola Dois de Julho (Itinga) e Ginásio do Aracuí (Rua dos Vereadores), das 8h às 16h.

 

Pessoas com Síndrome de Down devem entrar em contato pelo telefone – 3369-9922 – para fazer o agendamento. Em Lauro de Freitas, 450 profissionais da educação, na faixa etária de 55 a 59 anos, já foram vacinados.

 

 

Secretário de saúde explica suspensão da 2ª dose

 

Em entrevista ao programa Brasil Urgente da TV Band, na tarde desta terça-feira (27), o secretário municipal de saúde de Lauro de Freitas, Augusto César Pereira, explicou porque o município teve de suspender a aplicação da segunda dose da vacina Coronavac.

 

“Seguimos uma orientação do Ministério da Saúde (MS), emitida no mês passado, autorizando estados e municípios a utilizarem todas as vacinas que fossem enviadas para aplicação da primeira dose. No entanto, o MS não repôs a tempo as doses utilizadas, por isso tivemos de suspender a vacinação da primeira e segunda dose até que cheguem mais lotes de imunizantes”.

 

Em reunião realizada em Brasília nesta segunda-feira (26), o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, voltou atrás e orientou que, a partir de agora, estados e municípios mantenham em estoque as vacinas para aplicação da segunda dose.

 

O ministro também admitiu dificuldades para garantir as vacinas para a segunda dose, em função de um atraso no envio de insumos da China, utilizados pelo Instituto Butantan para fabricação da Coronovac. De acordo com Queiroga, não há previsão de envio de vacinas esta semana. Estados e municípios só devem voltar a receber vacinas dentro de dez dias.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde