julho 28, 2021

970×90

Mais seis ruas de Lauro de Freitas recebem intervenções para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário

Mais seis ruas de Lauro de Freitas recebem intervenções para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário

As intervenções para implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) de Lauro de Freitas chegaram a mais seis ruas do Centro da cidade. Esta semana, além das vias já iniciadas, o cronograma vai contemplar as ruas: Bahia, Manoel Silvestre Leite, Antônio Felício Pimentel, Salvador, Abelardo Andréa e Belo Horizonte. Na construção da rede coletora central estão previstas a implantação de 229 quilômetros de rede coletora de esgoto e 2.146 ligações domiciliares. A obra também contempla estruturas e tubulações que ligam o sistema Lauro de Freitas ao de Salvador.

Com um jornal na mão, de olho nas principais notícias do dia, o barbeiro Edson Freitas, 67, acompanhou o início das obras, na manhã desta terça-feira (13), na rua Bahia, onde mora há mais de 40 anos. Ele revelou que a construção vai trazer mais qualidade de vida para ele e os vizinhos. “Mesmo com toda essa sujeira e esse quebra-quebra, a gente sabe que vem coisa boa por aí”, disse.

Já o vizinho, o aposentado Aristeu Pimentel, 67, elogiou a iniciativa e contou que os transtornos causados pela obra trarão benefícios para toda a cidade. “Bem melhor a obra do que esgoto a céu aberto, né? Todo mundo sai ganhando, principalmente o meio ambiente, que tem menos sujeira”, contou.

O titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), Roque Fagundes, defende que investir em esgotamento sanitário é investir em saúde. Segundo ele, a iniciativa será responsável por ajudar a despoluir os rios.

“Com a construção, o esgoto passará por várias estações de tratamento até o emissário submarino. Ele chegará ao destino final e não causará nenhuma agressão ao meio ambiente. Com isso, vamos ter uma cidade mais limpa, mais tratada e com mais proteção à vida das pessoas”, afirmou.

Com as obras, a cobertura do esgotamento sanitário da cidade será ampliada de 47 para 70%. A intervenção é de responsabilidade da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) em parceria com a Prefeitura de Lauro de Freitas e tem previsão de conclusão em maio de 2024.

*A obra*

A implantação do SES já conta com 43% das obras executadas, incluindo a estação mãe, responsável por coletar o esgoto do município que será transportado para o emissário submarino em Salvador.

A nova etapa da obra é realizada a partir de recursos do PAC/FGTS e próprios da Embasa, com valor total de R$ 154 milhões. Parte das verbas para a realização das obras, que tiveram início em 2011 e foram paralisadas até 2017 por causa de uma decisão judicial, foram conquistadas em 2007, no primeiro mandato da atual gestão.

No dia 28, às 10h, a Embasa fará uma apresentação online da obra com todos os detalhes para que a população tenha conhecimento da dimensão do sistema e sua repercussão na vida da cidade.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde