maio 19, 2022

970×90

Meia dúzia de pessoas estão transformando a cidade em um caos, diz Neto

Uma série de protestos contra a PEC 241/55, que congela os gastos do governo federal, causou diversos transtornos na cidade de Salvador, nesta sexta-feira (11), Dia Nacional de Paralisações.
 
Por meio de nota envida à imprensa, o prefeito ACM Neto afirmou que reconhece o livre direito à manifestação e o respeito aos movimentos populares, mas disse que “não é razoável que uma ação partidária paralise a cidade e prejudique a vida de milhares de pessoas”.
 
Se referindo às manifestações que interromperam o trânsito e a mobilidade em diversos pontos de Salvador nesta manhã, ACM Neto lembrou que o “espírito democrático envolve o respeito ao direito de todos”. 
 
“O que estamos presenciando hoje é meia dúzia de pessoas que estão transformando a cidade em um caos. Não é razoável que a população pague um preço alto por um movimento estritamente partidário”, afirmou o prefeito. 
 
ACM Neto disse ainda que esses movimentos prejudicaram serviços essenciais da Prefeitura, como o Samu 192, e destacou o papel da Transalvador para amenizar os efeitos das manifestações. (Fonte: Bocão News)
Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde