novembro 27, 2021

970×90

Mosquito comum que circula não transmite zika, aponta Fiocruz

Mosquito comum que circula não transmite zika, aponta Fiocruz

Um estudo realizado por pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) demonstrou que mosquito Culex (pernilongo ou muriçoca) não são capazes de transmitir o vírus da zika.

Os ovos e larvas foram coletados de janeiro a março deste ano. Para realizar a pesquisa, os cientistas esperaram as larvas e ovos se tornarem insetos adultos para alimentá-los com sangue infectado por duas linhagens do zika encontradas na cidade e separados em gaiolas.

Os grupos foram analisados em três tempos: 7, 14 e 21 dias após receber o vírus, em três partes distintas: abdômen/tórax, cabeça e saliva. Foram analisadas mais de mil amostras referentes a 392 mosquitos.

A transmissão do vírus da zika pelo Culex é uma das hipóteses para transmissão rápida que ocorreu no Brasil e no mundo. Após a pesquisa, os mosquitos não apresentaram partículas infectantes.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde