dezembro 06, 2021

970×90

Mulher se arrepende de denunciar agressão e diz que não fez diferença

Mulher se arrepende de denunciar agressão e diz que não fez diferença

O caso de agressão sofrido pela atriz Luiza Brunet, divulgado nesta sexta-feira (1º) ainda repercute. Uma comerciária baiana relatou seu caso, para um jornal impresso de Salvador, falando que o seu namoro de três meses acabou, em Novembro de 2015, após ela ser agredida pelo seu ex-namorado. A motivação do ato teria sido ciúmes de um comentário no Facebook.

De acordo com o relato da moça, o homem teria surtado e começou a agredi-la, depois de parar, ainda pediu para que ela o levasse para a casa dela, com o agressor dirigindo o veículo dela. Quando chegaram na rua onde ela morava, ele levou-a para a casa e voltou a bater nela. Depois disso, a vítima foi para uma Delegacia Especial de Atenção À Mulher (Deam), localizado no bairro de Brotas, em Salvador, ela prestou queixa, porém ouvi do policial que foi uma reação de uma pessoa com ciúmes, o que a deixou sem palavras.

Depois de prestar queixa, ela ficou dois meses sem saber o andamento da denúncia, porém o ex dela ligou. Depois disso, ela voltou para delegacia onde mais uma vez teve o incidente diminuído pelo policial. Somente no mês de Maio ela ficou sabendo que o caso dela foi parar no Ministério Público, porém o Deam repassou o número errado.

Por mim, muito tempo depois, ela descobriu que a medida protetiva foi concedida pela Justiça desde janeiro, mas como o ex dela, o agressor, nunca a recebeu, o caso não avançou e ele ficou impune. Este resultado fez com que a comerciária sentisse que a denúncia não fez qualquer efeito.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde