junho 12, 2021

970×90

O PT apanha desde 2005 de chicote, de corrente, diz Lula em evento

Durante o lançamento, no Rio de Janeiro, do observatório criado para acompanhar os processos judiciais contra ele, o ex-presidente Lula falou sobre o processo pelo qual o Partido dos Trabalhadores está atravessando atualmente e voltou a falar no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

“Estão criminalizando o PT e já vimos isso no Brasil e no mundo. O (presidente Michel) Temer é um constitucionalista. Ele sabe que não poderia ter golpe contra a (ex-presidente) Dilma (Rousseff). Era necessário acabar com a trajetória do PT. Porque se a Dilma conclui o mandato, se vem Lula, vão fazer os 20 anos de governo com que os tucanos sonhavam. Então, precisa acabar (o PT). (…) ‘Roubar o mandato dela e deixar esse Lula voltar a ser presidente é demais’. O objetivo deles é evitar 2018. E é isso que mexe comigo. Que me dá cócegas”, disse.

Para uma plateia formada pela cantora Beth Carvalho e o escritor Fernando Moraes, Lula garantiu que o PT ainda tem a preferência do eleitor brasileiro.

“Para vocês terem uma ideia, quando cheguei à presidência, em 2002, o PT tinha 11% de preferência nacional. Quando entreguei para Dilma, em 2011, tinha 36%”, falou. “O PT apanha desde 2005 de chicote, de corrente. Ainda assim, tem 13%. Ainda que moribundo, no pelourinho, o PT ainda tem mais preferência do que os dois partidos da elite”, completou.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde