novembro 27, 2021

970×90

Paralimpíada terá sete baianos em quatro esportes diferentes

Paralimpíada terá sete baianos em quatro esportes diferentes

Após celebrar as medalhas de Isaquias Queiroz, Erlon Souza e Robson Conceição, além da de Walace, volante da seleção brasileira de futebol sub-23, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, os baianos já têm novos atletas com quem gastar a torcida.

Nesta quarta, acontece a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio-2016, com as competições começando na quinta. Ao todo, sete baianos estarão buscando medalha na capital carioca.

A maior chance, sem dúvida, é no Futebol de 5, para deficientes visuais. São três baianos na seleção brasileira: Cássio, Gledson e Jefinho. Este último já foi eleito o melhor jogador do mundo em 2010. O Brasil é o atual tricampeão paralímpico, bicampeão mundial e não perde uma competição desde 2006.

Após celebrar as medalhas de Isaquias Queiroz, Erlon Souza e Robson Conceição, além da de Walace, volante da seleção brasileira de futebol sub-23, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, os baianos já têm novos atletas com quem gastar a torcida.

Nesta quarta, acontece a cerimônia de abertura dos Jogos Paralímpicos do Rio-2016, com as competições começando na quinta. Ao todo, sete baianos estarão buscando medalha na capital carioca.

A maior chance, sem dúvida, é no Futebol de 5, para deficientes visuais. São três baianos na seleção brasileira: Cássio, Gledson e Jefinho. Este último já foi eleito o melhor jogador do mundo em 2010. O Brasil é o atual tricampeão paralímpico, bicampeão mundial e não perde uma competição desde 2006.

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde