junho 13, 2021

970×90

Pessoas com comorbidades de 40 anos ou mais recebem 1ª dose em Lauro de Freitas nesta quinta-feira (06)

Pessoas com comorbidades de 40 anos ou mais recebem 1ª dose em Lauro de Freitas nesta quinta-feira (06)

Cheias de fé em um novo tempo para a humanidade, 951 pessoas foram vacinadas contra a covid-19 nesta quarta-feira (05), em Lauro de Freitas. Para esta quinta-feira (6) a vacinação continua com público alvo de pessoas com comorbidades de 40 anos ou mais, pacientes vivendo com HIV acima de 18 anos e outras patologias (veja lista abaixo).

 

O município, que está entre os que mais rapidamente imuniza na Bahia, já iniciou o ciclo vacinal em mais de 29 mil pessoas. A vacina que está sendo aplicada no momento é a Astrazeneca. A segunda dose da Coronavac está suspensa, mas há a expectativa da chegada da vacina nos próximos dias.

 

Munidas de toda a documentação necessária, as irmãs Mabel e Márcia Mansão sofrem de hipertensão desde muito novas e deixaram transparecer a alegria em tomar a primeira dose. “Vacina salva vidas, negacionismo não. É importante que todos que integram os grupos prioritários participem do processo”, disse Mabel. Para Márcia, a atuação da Prefeitura com a agilidade e eficácia no processo é essencial. “Os profissionais nos acolhem, nos recebem com carinho e tanta dedicação. Agradeço a todos”, falou.

 

Além do documento de identificação com foto, cartão SUS ou CPF e comprovante de residência, pessoas com deficiência ou comorbidades devem apresentar relatório médico atualizado (6 meses) para receber a dose em um dos quatro drive-thrus fixados no Ginásio de Esportes do Aracuí, outro no Colégio Dois de Julho na Itinga, Terminal de ônibus de Portão e Escola Esfinge, em Areia Branca, das 8h às 15h.

 

Cuidados pós-aplicação da vacina

“A dose da vacina contém vírus recombinado. A pessoa que foi vacinada pode apresentar quadros gripais com febre, moleza ou diarreia por até três dias”, explica a enfermeira Rosana Baqueiro. Dores no local da aplicação também podem surgir, caso ocorram, compressas de gelo ajudam gerando alívio do desconforto. Se os sintomas persistirem há necessidade de avaliação médica.

 

Para a auxiliar de classe Maria Patrícia, as informações são de grande valia. Ela levou sua filha Michaeli Barroso, de 29 anos, diagnosticada com epilepsia para ser vacinada. “É importante saber como agir caso a vacina cause efeitos como estes”, disse. Para ela, mesmo com a vacina, os cuidados serão os mesmos. “Estamos mantendo distanciamento social, saindo apenas em casos realmente necessários e assim continuará, não podemos vacilar com essa doença”, falou.

 

Grupos prioritários

 

Lauro de Freitas ampliou os grupos prioritários para receber a vacina contra a covid-19.

 

Pessoas com comorbidades – 18 anos ou mais

 

Enquadram-se neste grupo pessoas com doenças renais crônicas em tratamento de hemodiálise, síndrome de down, transplantados, pneumopatia crônica grave, insuficiência cardíaca, cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardias e pericardipatias, doenças da aorta, dos grandes vasos e fístula arteriovenosa, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto, prótese valvares e dispositivos cardíacos implantados, pacientes oncológicos, pessoas com outras doenças renais crônicas, obesidade mórbida, doença cerebrovascular, doenças hepáticas crônicas / cirrose hepática.

 

Pessoas com comorbidades – 40 anos ou mais

 

Hipertensão arterial, hipertensão arterial estágio 3, hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão no órgão alvo, diabetes mellitus, anemia falciforme.

 

Pessoas vivendo com HIV – 18 anos ou mais

 

Local de vacinação: Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA).

 

*Todos os integrantes do público de comorbidades devem apresentar além dos documentos habituais, relatório assinado e contendo o CRM do médico.

 

Vacinação dos acamados

 

A secretária Municipal de Saúde oferece serviço de vacinação in home para pessoas com deficiência, portadores de comorbidades com dificuldade de locomoção e idosos acamados. Para agendar basta ligar para o telefone 3369-9922. Pessoas que já receberam a primeira dose, não precisam ligar novamente para agendar. O retorno da equipe de saúde será feito automaticamente, de acordo com a data de reforço programada no sistema.

 

Compartilhe
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

abaixo de Saúde