dezembro 12, 2018

970×90

PF deflagra operação contra fraudes na Lei Rouanet

PF deflagra operação contra fraudes na Lei Rouanet

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (28), a operação Boca Livre contra fraudes na Lei Rouanet. No total, 124 policiais cumprem 37 mandados de busca e apreensão e 14 prisões temporárias em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. A investigação cita as empresas Bellini Eventos Culturais, Toyota, Scania, KPMG e o escritório de advocacia Demarest.

Segundo a PF, um grupo criminoso atuou por quase 20 anos no Ministério da Cultura praticando desvio que ocorria por meio de diversas fraudes, como superfaturamento, apresentação de notas fiscais relativas a serviços/produtos fictícios, projetos duplicados e contrapartidas ilícitas realizadas às incentivadoras. Os suspeitos usaram dinheiro público para fazer shows com famosos artistas em festas privadas para grande empresas, livros institucionais e inclusive a festa de casamento de um dos investigados na Praia de Jurerê Internacional em Florianópolis, conforme informações do site G1.

Por meio do programa, é permitida a captação de recursos para projetos culturais através de incentivos fiscais para empresas e pessoas físicas. Na prática, por exemplo, a Lei Rouanet permite que uma empresa privada direcione parte do dinheiro que iria gastar com impostos para financiar propostas aprovadas pelo Ministério da Cultura para receber recursos.

Compartilhe isso
abaixo de Saúde

Sobre o autor

posts relacionados

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

abaixo de Saúde
%d blogueiros gostam disto: